Paulo Fernandes/Vasco
Paulo Fernandes/Vasco

Desábato treina e deve reforçar o Vasco no clássico com o Botafogo

Jogador havia deixado partida com a Universidad de Chile com um desconforto muscular

Estadão Conteúdo

16 de março de 2018 | 14h10

O técnico Zé Ricardo teve uma boa notícia no treino do Vasco nesta sexta-feira. O volante Leandro Desábato se mostrou recuperado de problema físico, treinou normalmente e está liberado para reforçar a equipe no clássico diante do Botafogo, domingo, no Engenhão, pela última rodada da Taça Rio.

+ Vasco renova com o zagueiro Ricardo Graça até dezembro de 2020

+ Às vésperas de clássico, Thiago Galhardo diz que Vasco já 'virou a página'

Desábato havia deixado a derrota para a Universidad de Chile, na terça-feira, com um desconforto muscular. Desde então, estava trabalhando no Caprres e lutava para se recuperar a tempo do clássico. Com seu retorno, resta saber a escalação que Zé Ricardo levará a campo no domingo.

"Estamos todos recuperados e bem para o jogo. Agora, é trabalhar a parte tática dentro de campo e aguardar a definição da equipe para o jogo de domingo. Precisamos ter alternativas dentro da partida e trabalhamos isso desde o início do ano. Temos a opção jogar com uma linha de quatro, mas durante o jogo recuar um volante e jogar numa linha de três", declarou Yago Pikachu.

O Vasco lidera o Grupo B da Taça Rio, com 10 pontos, e precisa de uma vitória para garantir vaga nas semifinais. Por outro lado, o Botafogo tem os mesmos 10 pontos, mas é apenas o terceiro do Grupo C. Por isso, necessita do triunfo e torcer contra a Portuguesa para avançar.

"Essa partida pode nos classificar ou não para as finais. Sabemos da nossa responsabilidade e vamos em busca do resultado. Acredito que será um jogo bom, aberto, pois as duas equipes irão em busca do resultado. Alguns confrontos podem nos favorecer, mas temos que fazer a nossa parte. Vamos entrar com muita determinação e procurar mostrar o nosso valor", comentou Pikachu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.