Franck Fife / AFP
Franck Fife / AFP

Deschamps descarta que França jogue por empate 'conveniente' contra a Dinamarca

Técnico da seleção francesa diz que não tem preferência de adversário para as oitavas de final

Estadão Conteúdo

25 Junho 2018 | 10h54

Técnico da França, Didier Deschamps sabe que um empate, na última rodada da primeira fase, basta para a França ficar em primeiro lugar no Grupo C da Copa do Mundo, sendo que um resultado igual também classificaria a Dinamarca às oitavas de final. O treinador, porém, quer o triunfo no duelo entre as equipes, que vão se enfrentar a partir das 11 horas de (Brasília) desta terça-feira, no estádio Luzhniki, em Moscou.

+ Griezmann diz que evoluirá durante a Copa: 'Na Eurocopa de 2016 foi assim'

+ Lateral da França mira liderança do grupo por 'mais confiança' nas oitavas

"Eu nunca direi ao meu time para não jogar para vencer. O empate pode ser conveniente para ambas as seleções, talvez. Mas quero que minha equipe entre em campo sem pensar nisso e não deixe dúvidas no ar", afirmou Deschamps em coletiva de imprensa concedida nesta segunda-feira, em Moscou.

Por ter os meio-campistas Corentin Tolisso, Paul Pogba e Blaise Matuidi pendurados, o comandante não descarta poupar jogadores, seja por questão física ou disciplinar. "Claro que é diferente chegar ao último jogo com seis pontos ganhos. Tenho opções, por isso vou olhar para a situação individual de cada um, os cartões amarelos e como eu vou gerenciar o tempo em campo deles", explicou.

Deschamps ironizou o descrédito com o qual o treinador da Dinamarca, Age Hareide, tratou a seleção francesa antes da Copa do Mundo. "Acrescente sal, pimenta e vinagre ao que ele falou, o que você quiser. Todo mundo é livre para falar e assumir suas palavras. Não preciso responder, os jogadores sabem muito bem o que ele disse", comentou o treinador.

 

Antes do torneio, Hareide afirmou que as seleções campeãs do mundo eram as melhores do torneio, menos a França. Enquanto a seleção francesa já está classificada e pode até empatar para garantir o primeiro lugar do Grupo C, a Dinamarca pode terminar a primeira fase do Mundial em primeiro, segundo ou terceiro na chave.

Ainda há a possibilidade de a França enfrentar nas oitavas de final qualquer seleção do Grupo D, seja Nigéria, Croácia, Argentina ou Islândia, mas Deschamps garante não ter preferência entre nenhuma delas. "O que estamos vendo no Mundial é que todas as equipes estão muito bem preparadas", resumiu.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.