AFP
AFP

Deschamps pede para França neutralizar CR7 para sair campeã

Português pode bater recorde de gols na história da Euro

Estadão Conteúdo

09 de julho de 2016 | 17h25

Cristiano Ronaldo é a principal arma da seleção de Portugal para a decisão da Eurocopa, neste domingo, no Stade de France, em Saint-Denis, não há dúvidas. Para o técnico da seleção francesa Didier Deschamps, será difícil, mas necessário, neutralizar o atacante do Real Madrid para sair com o título.

"Cristiano Ronaldo é um grandíssimo jogador, com uma qualidade atlética e no jogo aéreo. Ele fica muito tempo no ar, para isso deve servir o tanquinho (músculos abdominais). No futebol, a principal dificuldade é poder combater a velocidade e o jogo aéreo. Neutralizar a influencia dele será algo importante", comentou Deschamps.

A França chegou à final do torneio em casa após vencer a Alemanha por 2 a 0 nas semifinais, com dois gols de Antoine Griezmann. O atacante de 25 anos balançou as redes seis vezes no torneio e é a grande esperança francesa. No entanto, Deschamps evita comparar seu atleta com Cristiano Ronaldo.

"Antoine ainda é um jogador jovem, embora tenha feito uma ótima temporada. Cristiano Ronaldo tem sete ou oito anos no auge de sua arte. Para a Bola de Ouro, há um duelo entre ele e Messi", afirmou o técnico francês.

Se Griezmann é o artilheiro da atual edição da Eurocopa, Cristiano Ronaldo sonha em bater o recorde de gols na história do torneio. Com nove tentos, o português divide a primeira posição com o francês Michel Platini e pode entrar para a história neste domingo justamente contra a França.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.