Daniel Teixeira/AE - 10/9/2012
Daniel Teixeira/AE - 10/9/2012

Descontente com saída de Felipão, Galeano pede demissão do Palmeiras

Supervisor de futebol deixa clube em solidariedade à saída do técnico Luiz Felipe Scolari

DANIEL BATISTA, O Estado de S. Paulo

14 de setembro de 2012 | 23h48

SÃO PAULO - Fiel escudeiro do técnico Luiz Felipe Scolari, o supervisor de futebol Galeano pediu demissão do Palmeiras nesta sexta-feira. A pressão em cima da diretoria para ele ser demitido era muito grande e o ex-volante decidiu deixar o clube em solidariedade ao treinador.

"Na volta do Rio (após a derrota para o Vasco, por 3 a 1, na quarta-feira) ele nos disse que não estava em situação confortável para ficar caso o Felipão deixasse o clube", disse o vice-presidente de futebol do Palmeiras,Roberto Frizzo.

O dirigente afirmou que a saída de Felipão foi fundamental para a decisão de Galeano, que na tarde desta sexta-feira mostrou estar chateado com a situação. "Ele achou melhor deixar o clube e entendemos o posicionamento dele. Agradecemos por tudo que ele fez pelo Palmeiras", completou Frizzo.

Galeano chegou ao Palmeiras em abril de 2010. O ex-volante foi indicação do técnico Antonio Carlos e desde que Felipão assumiu a equipe, em julho de 2010, se tornou um grande aliado do treinador, com quem trabalhou junto ainda quando era jogador.

Por enquanto, o Palmeiras não pretende contratar alguém para o cargo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.