Reprodução
Reprodução

Desejado pelo Cruzeiro, Marcelo Moreno jogará na 2ª divisão da China

Centroavante fecha acordo e assina com o Wuhan Zall

Estadao Conteudo

13 Fevereiro 2017 | 16h02

Depois de pagar 20 milhões de liras ao Watford, quase R$ 80 milhões, pelo nigeriano Odion Ighalo, o Changchun Yatai precisava abrir mão de um dos estrangeiros do seu elenco. E o escolhido acabou sendo o atacante Marcelo Moreno, brasileiro naturalizado boliviano. Nesta segunda, o centroavante fechou com o Wuhan Zall, da segunda divisão chinesa, frustrando o Cruzeiro, que nunca escondeu o desejo de repatriá-lo.

A transferência foi revelada pela esposa de Moreno, Marilisy Antonelli, que postou nas redes sociais fotos do atacante com a camisa do Wuhan Zall. "Teu esforço e dedicação te levarão a lugares altos. Os novos desafios estão nas mãos de Deus", escreveu ela no Instagram. A transação também foi confirmadas por veículos especializados em futebol chinês.

Moreno passou as últimas duas temporadas no Changchun Yatai, depois de ser comprado junto ao Grêmio na primeira grande leva de contratações dos clubes chineses no Brasil. Titular o tempo todo, marcou 22 gols em duas edições do torneio nacional. Além de Ighalo, porém, o Yatai fechou também com Marinho, ex-Vitória, reduzindo o espaço do boliviano.

O Wuhan Zall chegou a disputar a elite do futebol chinês em 2013, mas vai agora para a quarta temporada seguida na segunda divisão. O time é comandado por Ciro Ferrara, ex-jogador da seleção italiana e ex-técnico da Juventus.

Mais conteúdo sobre:
Marcelo Moreno Wuhan Zall futebol Cruzeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.