Acervo/Estadão
Acervo/Estadão

Desencantando na segunda fase, Kempes foi o destaque da Copa de 1978

Então com 24 anos, atacante conquistou o primeiro título da carreira no seu segundo Mundial

Renan Cacioli, O Estado de S.Paulo

11 Maio 2018 | 03h00

O mais surpreendente em relação a Mario Kempes, artilheiro do Mundial de 1978, foi que ele passara os três jogos da primeira fase em branco. Os seis gols vieram quando os argentinos mais precisaram do seu atacante: dois logo no primeiro jogo da fase semifinal, contra a perigosa Polônia, dois na polêmica goleada sobre o Peru por 6 a 0, e mais uma dobradinha na final, quando ainda deu a assistência para Bertoni nos 3 a 1 sobre a toda-poderosa, porém desfalcada, Holanda.

Confira a página especial sobre a Copa do Mundo de 2018

INFOGRÁFICO - Brasil, a camisa mais pesada do futebol mundial

ESPECIAL - 15 anos do Penta, nossa última conquista

Curiosamente, a taça da Copa foi a sua primeira conquista como jogador profissional, já prestes a completar 24 anos de idade – no ano seguinte, ele ergueria o primeiro troféu por clubes, quando se sagrou campeão da Copa do Rei da Espanha defendendo o Valencia. Outra curiosidade: apesar de ter outros dois Mundiais no currículo (1974 e 1982), só balançou as redes na edição de 1978.

CAMPANHA DO CAMPEÃO:

2/6 - Argentina 2x1 Hungria (1ª fase)

6/6 - Argentina 2x1 França (1ª fase)

10/6 - Argentina 0x1 Itália (1ª fase)

14/6 - Argentina 2x0 Polônia (2ª fase)

18/6 - Argentina 0x0 Brasil (2ª fase)

21/6 - Argentina 6x0 Peru (2ª fase)

25/6 - Argentina 3x1 Holanda (final)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.