Bruno Haddad / Cruzeiro
Bruno Haddad / Cruzeiro

Desesperado, Cruzeiro encara lanterna Chapecoense em duelo direto contra a queda

Pedro Rocha deve ser titular no lugar de Robinho, que cumpre suspensão; Éderson também deve voltar à equipe

Redação, Estadão Conteúdo

13 de outubro de 2019 | 15h05

Desesperado, o Cruzeiro tem um duelo direto e de suma importância na briga contra o rebaixamento neste fim de semana. Sem vencer há oito jogos, o time mineiro encara a lanterna Chapecoense neste domingo, às 19 horas, na Arena Condá, pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro.

A equipe mineira, que não vence uma partida há mais de um mês - o último triunfo ocorreu no dia 1º de setembro, quando fez 1 a 0 no Vasco no Mineirão - soma 21 pontos e só está à frente de Avaí e Chapecoense na tabela. Para piorar, o Cruzeiro amarga a marca de ser o pior visitante do torneio. Não venceu nenhum jogo fora de seus domínios.

O momento é tão ruim que o novo gestor de futebol do clube, Zezé Perrella, revelou nesta sexta-feira, que pediu para os jogadores evitarem distrações à noite. Ele calcula que o time precisa de pelos menos três vitórias seguidas para sair do que considera uma "situação desesperadora".

Presidente do Conselho Deliberativo, Perrella assumiu a gestão do Cruzeiro um dia depois de o presidente do clube, Wagner Pires de Sá, afirmar publicamente que pretende antecipar as eleições internas e que o vice Itair Machado estava deixando o time, após envolvimento em seguidas polêmicas.

De volta após se recuperar de dores no tornozelo, o atacante Pedro Rocha deve ser a novidade para o confronto em Chapecó. O atacante é o principal candidato à vaga de Robinho, que cumpre suspensão. Marquinhos Gabriel é outra alternativa para o técnico Abel Braga, que ainda busca sua primeira vitória no comando cruzeirense.

No meio, o jovem Éderson, que não enfrentou o Fluminense por causa de desgaste físico, tem grande chance de retornar à equipe no lugar de Jadson, fazendo dupla com o capitão Henrique.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.