Williams Aguiar / Sport Clube do Recife
Williams Aguiar / Sport Clube do Recife

Desesperado, Sport faz 'jogo de vida ou morte' com o Vasco em casa

Mailson assume titularidade no gol após Magrão fraturar o braço; Hernane Brocador deve ganhar oportunidade

Estadão Conteúdo

20 Outubro 2018 | 08h06

O Sport tem outro jogo do tudo ou nada neste sábado. A torcida vive a expectativa do confronto direto contra o Vasco na Ilha do Retiro, em Recife, às 19 horas. Como os dois clubes brigam contra a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, uma derrota dentro de casa pode arruinar os planos do técnico Milton Mendes de seguir vivo na disputa. O treinador, inclusive, já sabe que vai entrar com um time com muitas mudanças nesta 30ª rodada.

A principal mudança deve ser a entrada de Cláudio Winck na lateral direita, no lugar de Raul Prata, que foi duramente criticado na derrota por 4 a 0 para o Atlético-PR no último final de semana. Ao seu lado, o zagueiro Ronaldo Alves recebeu o terceiro cartão amarelo e terá que ceder a sua posição para Ernando. Do outro lado, na lateral esquerda, Sander retorna de suspensão e manda Evandro para o banco de reservas.

"O Vasco é um adversário direto para sairmos da zona de rebaixamento. Eles estão com 34 pontos, mas estão por perto e, vencendo a partida, somaremos 30 pontos e ficaremos mais perto deles. É um jogo crucial para nossas pretensões. Nesses jogos dentro de casa temos que ser forte. Contamos com o apoio do nosso torcedor", avaliou Ernando.

Fechando todas as mudanças na linha defensiva do Sport, o goleiro Maílson assume a titularidade, depois que Magrão fraturou o braço já passou por cirurgia e começou a recuperação - está fora pelo restante da temporada. Na frente, Hernane Brocador deve ganhar mais uma oportunidade, provavelmente no lugar de Mateus Gonçalves, com Michel Bastos podendo ficar solto para atuar pelas pontas.

Com 27 pontos, o Sport tem a segunda pior campanha da competição, à frente apenas do Paraná, com 17. O Vitória é atualmente o primeiro clube fora da zona de rebaixamento, com 32 pontos - o Vasco aparece um pouco mais à frente, com 34.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.