Desespero marca jogo em Florianópolis

Vida nova. É o discurso defendido pelo Figueirense a partir de seu jogo desta quinta-feira, às 20h30, diante do Atlético-MG, pela rodada de abertura do returno do Campeonato Brasileiro. Com 19 pontos, o time volta a se apresentar no estádio Orlando Scarpelli determinado reencontrar o caminho das vitórias e, com isso, fazer as pazes com a torcida. "É o jogo para fazer esquecer tudo o que de ruim aconteceu no primeiro turno. Vamos entrar em campo de cabeça erguida, de ânimo renovado para cumprir o dever de casa", prometeu o zagueiro Bebeto. O time alvinegro foi confirmado pelo técnico Adílson Batista com duas mudanças em relação ao que perdeu para o Santos, por 4 a 3, na rodada passada. O meia Marquinhos Paraná será deslocado para a lateral direita, na vaga de Dudu (suspenso), enquanto o volante Carlos Alberto reassume a posição após cumprir pena de dois jogos de suspensão. O atacante Edmundo, que voltou a treinar somente nesta quarta-feira, depois de dois dias de estada no Rio de Janeiro, também se disse confiante na reabilitação. "Nosso comprometimento é cada vez maior com esta torcida", comentou. Depois de interromper um jejum de um mês sem vitórias, o Atlético-MG vai atrás de um novo desafio diante de um adversário direto na luta contra o rebaixamento. "É um jogo importante para eles e mais ainda para nós porque precisamos dos pontos para ultrapassá-los. A segunda vitória seguida também vai elevar o moral da equipe", observou o técnico Marco Aurélio, que até a última rodada colecionava três derrotas consecutivas no comando do time mineiro. O treinador dirigiu a equipe catarinense até a 13ª rodada do campeonato, quando foi demitido. A missão agora é conquistar três pontos fora de casa. No Brasileirão, a equipe alvinegra alcançou apenas uma vitória no campo inimigo: goleou o Fortaleza, por 4 a 1, no dia 20 de julho. De resto, foram sete derrotas e dois empates. Após 21 rodadas, o Atlético soma apenas 16 pontos. Marco Aurélio não definiu o time que começa jogando e promete só divulgar a escalação momentos antes da partida. O certo é que a equipe jogará no esquema com três zagueiros. Durante a semana, ele testou a opção do zagueiro Henrique como volante. Nesta quarta, porém, Zé Antônio treinou na posição.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.