Desfalcado, Botafogo quer reabilitação contra o Sport Recife

Em Porto Alegre, Grêmio quer acabar com seqüência de empates diante do desesperado Flamengo. Já o Fluminense pega o Goiás no Espírito Santo para confirmar ascensão na tabela do Brasileirão

Bruno Lousada, do Estadão,

21 de julho de 2007 | 22h09

Líder isolado do Campeonato Brasileiro, o Botafogo quer provar neste domingo que a derrota para o Santos, a primeira do clube na competição, foi um simples acidente de percurso. A equipe busca a reabilitação contra o Sport Recife, às 18h10, na Ilha do Retiro. "Líder tem que jogar como líder. Vamos entrar em campo com determinação", prometeu o volante Leandro Guerreiro, que faz jus ao sobrenome.O técnico Cuca está preocupado. Sem poder contar com o volante Túlio e o zagueiro Juninho, suspensos, ele perdeu também o meia Zé Roberto, que não se recuperou de uma forte gripe. O treinador teme que, em razão dos desfalques, a equipe caia de rendimento nesta partida. O motivo: os três atletas são peças-chave no esquema do clube carioca. "Não sei se quem entrar dará conta do recado", disse. "São desfalques quantitativos e qualitativos".Para a vaga de Túlio, ele escolheu Diguinho, e Renato Silva substituirá Juninho. No lugar de Zé Roberto, Cuca estuda lançar Alessandro na lateral-direita e improvisar Joílson no meio-campo. O goleiro Júlio César também comentou as ausências. "É difícil, mas o elenco tem boas opções. Vamos com tudo para cima do Sport, sempre respeitando o adversário, mas buscando a vitória". O Botafogo também segue sem Dodô, que será julgado na terça-feira por ter sido pego no exame antidoping.No Sport, os anfitriões não terão em campo o lateral-direito Diogo e o zagueiro Igor, lesionados. Bruno e o recém-contratado Gustavo devem ser os substitutos. O atacante Wéldon, emprestado do Cruzeiro, havia acertado com o futebol japonês, mas desistiu, e estará no banco. Com 17 pontos, o time pernambucano aguarda casa cheia e colocou 32 mil ingressos à venda.No SulDepois de dois empates consecutivos - Palmeiras (1x1) e Goiás (0x0) -, o Grêmio só pensa em vitória contra o Flamengo, no Olímpico. Para isso, o técnico Mano Menezes terá o retorno de Tuta no ataque, após parada de 30 dias. Mas os gaúchos não poderão contar com Diego Souza, melhor jogador nas últimas partidas. Ele levou o terceiro cartão amarelo e será substituído por Gavilán, que volta de suspensão. O garoto Anderson Pico, após boa atuação contra o Goiás, permanece na equipe.Já o Flamengo passa por uma fase delicada, pois ocupa a zona de rebaixamento (19.º) e precisa se reabilitar. Para superar o rival, o técnico Ney Franco planeja marcar forte e buscar o ataque com rapidez. A zaga tem sido o ponto mais fraco da equipe. É uma das mais vazadas da competição - sofreu 18 gols em nove rodadas - e não consegue se acertar. O volante Cristian, contratado do Atlético Paranaense, deverá estrear. Ney Franco não adiantou se escalará Obina no time titular. A tendência é que o jogador fique como opção no banco de reservas por ainda estar fora de forma - ficou quase cinco meses se recuperando de contusão no joelho esquerdo.ApoioEmbalado pela vitória sobre o São Paulo no Morumbi, o Fluminense conta com o apoio de sua torcida no Espírito Santo para superar o Goiás às 16 horas, no Estádio Engenheiro Araripe, em Cariacica. A partida foi transferida do Rio por causa do Pan. "Sei que o Fluminense vai ser muito bem recebido no Espírito Santo", disse o técnico Renato Gaúcho, que não vai poder contar com o zagueiro Roger, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. O treinador não quis antecipar quem entrará no lugar do defensor, mas a tendência é que o atacante Jean fique com a vaga para atuar ao lado de Somália - assim, a equipe trocaria o 3-6-1 pelo tradicional 4-4-2.Apesar dos desfalques, o técnico do Goiás, Paulo Bonamigo, vai colocar o time no ataque. "Jogar na retranca seria a nossa pior opção", afirmou. O ala Paulo Baier e o meia Elson estão contundidos e não jogam. Além deles, o ala Vitor e o atacante Fabrício Carvalho estão fora por causa de suspensão. Diante desses problemas, Bonamigo resolveu armar um esquema ofensivo, com Welliton, Felipe e Fabiano Oliveira no ataque.SPORT RECIFE X BOTAFOGOSport - Cléber; Serginho, Durval, Du Lopes, Igor (Gustavo) e Bruno; Bilica, Fábio Gomes e Romerito; Carlinhos Bala e Washington. Técnico: Geninho.Botafogo - Julio César; Joílson, Alex, Renato Silva e Luciano Almeida; Leandro Guerreiro, Diguinho, Lúcio Flávio e Zé Roberto (Alessandro); Jorge Henrique e André Lima. Técnico: Cuca.Árbitro - Wilson Luiz Seneme (SP).Horário - 18h10.Local - Estádio da Ilha do Retiro, em Recife (PE).GRÊMIO X FLAMENGOGrêmio - Saja; Patrício, Schiavi, William e Thiego; Edmílson, Gavillán, Tcheco e Anderson Pico; Tuta e Carlos Eduardo, Técnico: Mano Menezes.Flamengo - Bruno; Léo Moura, Irineu, Ronaldo Angelim e Juan; Jaílton, Paulinho (Cristian), Léo Medeiros e Renato Augusto; Leonardo (Obina) e Souza. Técnico: Ney Franco.Árbitro - Elvecio Zequetto (MS).Horário - 16 horas.Local - Estádio Olímpico, em Porto Alegre (RS).FLUMINENSE X GOIÁSFluminense - Fernando Henrique; Carlinhos, Thiago Silva, Luiz Alberto e Júnior César; Fabinho, Romeu, Arouca e Thiago Neves; Somália e Jean. Técnico: Renato Gaúcho.Goiás - Harlei; Leonardo, Paulo Henrique, Amaral e Diego; Fábio Bahia, Cléber Gaúcho, Fernando Miguel e Felipe; Welliton e Fabiano Oliveira. Técnico: Paulo Bonamigo.Árbitro - Antônio Hora Filho (SE).Horário - 16 horas.Local - Estádio Engenheiro Araripe, em Cariacica (ES).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.