Washington Alves/ Reuters
Washington Alves/ Reuters

Desfalcado, Corinthians fica no empate sem gols com o Cruzeiro

Time alvinegro não contou com seis jogadores, mas conseguiu segurar a pressão do adversário

João Prata, O Estado de S.Paulo

08 de junho de 2019 | 20h50

O Corinthians ficou no empate sem gols com o Cruzeiro neste sábado, no estádio do Mineirão, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro. O time alvinegro sentiu a falta de Fagner e Vagner Love e passou sufoco especialmente no segundo tempo.

O time mineiro acertou a trave de Walter, substituto de Cássio, na melhor oportunidade do jogo. No Corinthians os destaques foram as estreias do zagueiro uruguaio Bruno Méndez e do atacante Everaldo. Ambos entraram no decorrer da partida. O primeiro foi bem mesmo atuando deslocado na lateral-direita por causa da lesão de Michel Macedo ainda na etapa inicial. Não comprometeu na defesa, mas faltou força ofensiva para colaborar no ataque.

A ausência de um lateral de ofício acabou sacrificando o volante Junior Urso, que tentou auxiliar Jadson no lado direito. Carille percebeu isso e colocou Everaldo em campo na etapa final. O jogador chapelou o adversário na primeira bola que pegou, mas teve atuação discreta.

As equipes agora fazem o último jogo antes da pausa da Copa América na próxima quarta-feira pela nona rodada do Brasileirão. O Cruzeiro visitará o Fortaleza, às 21h, e o Corinthians terá o clássico com o Santos na Vila Belmiro, às 21h30.

Carille manteve Sornoza e Jadson entre os titulares e optou pela entrada de Gustagol na vaga de Vagner Love, vetado por dores na panturrilha. O time fez um primeiro tempo muito fraco, sem assustar o goleiro Fábio.

Clayson teve mais uma atuação ruim. Perdeu todas as bolas em que tentou a jogada individual. O meio-campo também foi bem diferente do jogo anterior contra o Flamengo. Sornoza estava sumido e Jadson isolado na direita.

Para piorar o lateral-direito Michel Macedo, substituto de Fagner, machucou a coxa direita e precisou ser substituído. Carille precisou improvisar e promoveu a estreia do zagueiro uruguaio Bruno Méndez. Na parte defensiva o time alvinegro demonstrava a organização de sempre.

O Cruzeiro não conseguia furar a retranca dos visitantes. Com o jogo amarrado, Thiago Neves passou a arriscar chutes de fora da área e foram os únicos bons momentos da equipe mineira. 

O jogo melhorou um pouco na etapa final. Walter pegou um cabeceio de Dedé e um chute de David. O Corinthians também passou a se arriscar um pouco mais. Jadson cobrou falta na área e Danilo Avelar obrigou Fábio fazer grande defesa.

Carille tentou dar mais velocidade ao ataque e promoveu outra estreia, do atacante Everaldo, que entrou na vaga de Sornoza. Na primeira bola ele dominou no campo defensivo e chapelou o adversário. Mas o Cruzeiro era mais efetivo e acertou bola na trave com Dodô em chute cruzado. Walter só olhou.

FICHA TÉCNICA:

CRUZEIRO 0 X 0 CORINTHIANS

CRUZEIRO: Fábio; Lucas Romero, Dedé, Léo e Dodô; Henrique e Ariel Cabral (Jadson); Robinho, Thiago Neves e Pedro Rocha (David); Sassá (Raniel). Técnico: Mano Menezes.

CORINTHIANS: Walter; Michel Macedo (Bruno Méndez), Marllon, Henrique e Danilo Avelar; Ralf, Junior Urso (Richard) e Sornoza (Everaldo); Jadson, Gustagol e Clayson. Técnico: Fábio Carille.

ÁRBITRO: Marcelo de Lima Henrique (RJ).

CARTÕES AMARELOS: Robinho (Cruzeiro) e Marllon (Corinthians).

PÚBLICO: 16.120 pagantes (21.370 no total) 

RENDA: R$ 353.229,50.

LOCAL: Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.