Desfalcado, Goiás busca reabilitação

Na reta final do CampeonatoBrasileiro, mas com desfalques importantes, o Goiás tenta sereabilitar de duas derrotas consecutivas enfrentando o Santos,às 16 horas deste domingo, no Serra Dourada. Sabendo que oadversário vai buscar a vitória de maneira intensa e objetiva, otécnico Cuca mudou a formação do time e não esconde que vaijogar fechado e limitando as subidas dos laterais ao ataque. A escalação do time foi alterada devido aos desfalquesde Fabão, João Paulo, Leandro Smith e Araújo, que estãosuspensos, além de Renato que está na seleção sub-20. Com isso,Gustavo e Pedro Paulo entram na zaga, Esquerdinha volta àlateral-esquerda, o meia Danilo jogará recuado e o volanteMarabá garantiu escalação no esquema 4-4-2 da equipe, que podebeneficiar o centroavante Dimba - se marcar um gol, supera amarca histórica de 29 gols de Edmundo, obtida em 1997. "Apesar dos desfalques importantes, como o do Araújo,o time está num bom momento e tem potencial para surpreender",garante Cuca, que optou em jogar com dois zagueiros e trêsvolantes de marcação. O treinador pretende ainda introduzir umelemento surpresa para atacar e tentar bater o Santos. "O timeestá compacto, entrosado, e vai jogar forte na marcação",defende o zagueiro Cléber. "Mas deverá jogar fechado, maisatrás." Desmonte - Uma parte do time do Goiás, 8º colocado com62 pontos ganhos, começa a ser desmontada. Cuca tem propostapara deixar o time no final da temporada. Fabão, Simão, Grafitee outros dez jogadores negociam a renovação de contrato. Olateral Esquerdinha estuda proposta para deixar o clube assimcomo o volante Marabá, que pode trocar o Goiás peloInternacional-RS. O atacante Araújo acertou com o Shimizu parajogar dois anos no Japão, destino provável do artilheiro Dimba.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.