Ricardo Duarte/Inter
Ricardo Duarte/Inter

Desfalcado no ataque, Inter visita o Botafogo no Rio para se manter na liderança

Time colorado vem em boa sequência e aposta no jogo coletivo e na grande fase de Thiago Galhardo para permanecer na ponta

Redação, O Estado de S.Paulo

29 de agosto de 2020 | 12h34

Desfalcado no ataque, o Internacional visita o Botafogo neste sábado, às 17 horas, no Engenhão, para se manter na liderança do Campeonato Brasileiro. O time colorado vem em boa sequência e aposta no jogo coletivo e na grande fase de Thiago Galhardo para permanecer na ponta. O duelo, no Rio de Janeiro, abre a sexta rodada.

O Inter venceu as últimas duas partidas, sobre Atlético-GO e Atlético-MG, com autoridade e pulou para o primeiro lugar, com 12 pontos, dois a mais que o vice-líder Vasco, que tem um jogo a menos. Muito forte dentro de casa, a equipe gaúcha quer conquistar pontos fora do Beira-Rio também.

O Inter teve a semana livre para treinos porque ficou de fora da final do Campeonato Gaúcho, disputada entre Grêmio e Caxias. O técnico Eduardo Coudet, diz o volante Edenilson, aproveitou o período sem jogos para fazer ajustes e correções na equipe.

"Queríamos participar da final do Gauchão, mas podemos aproveitar e corrigir erros. Sabemos que ficamos pouco tempo com a bola contra o Atlético-MG, e o professor usou bastante (os treinamentos) para corrigir, principalmente usando essa última partida. Esperamos um adversário motivado, independente de ter jogado ontem ou não", afirmou Edenilson.

Com as boas atuações e os resultados positivos que levaram o time à liderança, também devem vir mais dificuldades. E isso pode fazer com que a equipe fuja de seu estilo de jogo e se adapte ao esquema de cada adversário, dependendo das circunstâncias de cada jogo.

"Esperamos uma boa sequência de vitória e procuramos trabalhar mais ainda nessa semana cheia que a gente teve. Sabemos que todo mundo vai querer vencer a gente. Tem que estar mais preparado ainda", alertou o zagueiro Victor Cuesta.

Sem Paolo Guerrero até o fim da temporada - o peruano rompeu o ligamento cruzado do joelho direito e passou por cirurgia recentemente - e William Pottker, também lesionado, o Inter perdeu outros dois jogadores de ataque nesta semana por motivos diferentes. Yuri Alberto sofreu lesão muscular na coxa esquerda e será desfalque por cerca de seis semanas.

Já o jovem João Peglow testou positivo para o novo coronavírus e foi afastado, assim como o zagueiro Lucas Ribeiro, que também contraiu o vírus. Assim, Coudet conta apenas com Marcos Guilherme e Thiago Galhardo como opções para o ataque. O último é o artilheiro do time no campeonato, ao lado de Guerrero, com três gols.

Com poucas alternativas para o setor ofensivo, a diretoria foi ao mercado e tentou Alexandre Pato, sem sucesso, mas acertou com o uruguaio Abel Hernández.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.