Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Desfalcado, Palmeiras coloca à prova o elenco contra o Joinville, fora de casa

Sem Valdivia e Alan Kardec, time tenta manter a liderança da Série B nesta terça-feira

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

13 de agosto de 2013 | 07h50

SÃO PAULO - Tentar se reinventar será a missão do Palmeiras para buscar uma vitória contra o Joinville, nesta terça-feira, fora de casa. Há nove jogos sem perder e líder da Série B, o time precisa superar a ausência de dois grandes responsáveis pela boa fase. O atacante Alan Kardec e o meia Valdivia estão suspensos – e o caso do chileno pode ser ainda mais grave. Por ter forçado o terceiro cartão amarelo no jogo contra o Paraná, ele terá a conduta analisada pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e pode pegar uma suspensão de até dez jogos.

Sem contar com os dois jogadores, Gilson Kleina escalou o Palmeiras com Mendieta no meio-campo e Ananias no ataque. “Precisamos muito do Valdivia, mas temos jogadores de alto nível para suprir a falta dele”, afirmou ontem o lateral-esquerdo Juninho.

Desde que o chileno voltou ao time, atuou sete vezes, deu três assistências e fez dois gols. O atacante Alan Kardec também contribuiu bastante para garantir ao Palmeiras a sequência de quatro vitórias consecutivas. Após chegar ao clube, disputou seis jogos e marcou quatro vezes, passando a ser o artilheiro da equipe na competição, ao lado de Leandro.

Nesta segunda-feira, antes da viagem, a equipe fez um treino tático em que a parte defensiva foi prioridade. A atividade deu ênfase ao encurtamento de espaços, marcação na saída de bola e posicionamento da defesa nas jogadas aéreas. A preocupação do técnico é evitar repetir a falha do jogo de sábado, quando o time levou um gol do Paraná em um cruzamento pelo alto.

Pela frente nesta terça-feira estará um adversário “mordido” e com vontade de reagir. Após se manter no G-4 nas primeiras rodadas, o Joinville caiu de produção, trocou de técnico e agora, em oitavo lugar, tenta voltar ao pelotão da frente. A equipe tem a terceira melhor média de público como mandante e entra em campo em um estádio com capacidade para 17 mil pessoas, onde costuma pressionar bastante.

“Joguei algumas vezes lá na Arena Joinville quando estava no Figueirense e sempre foram partidas muito complicadas”, contou Juninho.

Valdivia

A procuradoria do STJD confirmou nesta segunda-feira que vai avaliar a conduta do meia Valdivia durante a vitória por 2 a 1 sobre o Paraná no último sábado. O jogador forçou o terceiro cartão amarelo ao sair de campo lentamente quando era substituído e, assim, vai cumprir suspensão automática hoje. No entender do tribunal, o chileno pode ter assumido conduta contrária à disciplina e à ética esportiva.

“Já pedimos as imagens do jogo e vamos começar a avaliar o caso ainda nesta semana”, contou o procurador do STJD, Paulo Schmitt. “Não há prazo para julgamento, mas o Valdivia pode ser denunciado no artigo 258 e ficar de fora de um a dez jogos”, explicou. Ao sair de campo, o meia confessou para as emissoras de televisão que quis levar o cartão amarelo.

Mesmo se não tivesse levado o terceiro amarelo, Valdivia não jogaria hoje. Ele embarcou domingo para a Dinamarca, onde amanhã vai defender a seleção chilena em amistoso contra o Iraque.

Mas, com a suspensão automática, o jogador deixa de estar “pendurado” com dois cartões e está livre para atuar no próximo sábado pelo Palmeiras contra o Paysandu, em São Paulo.

JOINVILLE X PALMEIRAS

JOINVILLE - Ivan; Eduardo, Sandro, Rafael e Rafinha; Augusto Recife, Marcus Vinícius, Wellington Bruno e Marcelo Costa; Edigar Junio e Lima. Técnico: Ricardo Drubscky.

PALMEIRAS - Fernando Prass; Luis Felipe, Vilson, Henrique e Juninho; Márcio Araújo, Charles, Wesley e Mendieta; Leandro e Ananias. Técnico: Gilson Kleina.

Árbitro - Fabrício Neves Correa (RS); Horário - 21h50; TV - SporTV; Local - Arena Joinville, em Joinville (SC)

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasSérie BJoinville

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.