Desfalques ainda atrapalham Fluminense

O técnico Ricardo Gomes já ?esqueceu? a goleada imposta pelo Vasco na sua estréia no comando do Fluminense. Assim, ele pretende começar de novo, nesta quarta-feira, no jogo contra o Bangu, às 21h45, no estádio de Moça Bonita. A equipe precisa da vitória se quiser manter suas chances de classificação às semifinais da Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca.Mas Ricardo Gomes terá, novamente, de conviver com um problema que vinha atormentando o seu antecessor, Valdyr Espinosa: os constantes desfalques das estrelas do elenco. Dessa vez, as ausências serão Edmundo, machucado, e Romário, que viajou para a Suíça a fim de resolver assuntos particulares.Para alegria do treinador, o meia Roger está recuperado de contusão e tem presença confirmada. Ricardo Gomes só não definiu se o jogador vai atuar no meio-de-campo ou improvisado no ataque. "Tenho boas opções. Vou analisar com calma e decidir o que é melhor para o Fluminense", disse.Outra preocupação do técnico é a grande quantidade de gols que o Fluminense tem sofrido no Carioca, principalmente nos clássicos. Só do Flamengo o time levou sete, em dois jogos. Para tentar mudar este quadro, Ricardo Gomes vai promover a estréia do zagueiro Odvan, que entra no lugar de Antônio Carlos."Minha intenção é a de poupar os mais jovens neste momento complicado. Quanto mais jogadores experientes eu puder escalar melhor para o Fluminense", afirmou o treinador. O atacante Toró, de 17 anos, por exemplo, ficará no banco de reservas. "Ele tem potencial e temos que cuidar bem dele."

Agencia Estado,

09 de março de 2004 | 19h49

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.