Desfalques atormentam o Brasiliense

Com a corda no pescoço, o técnico Joel Santana mais uma vez tem uma série de desfalques para montar o Brasiliense que encara o Paraná, nesta quarta-feira, às 20h30, em Curitiba. Após a derrota para o Fortaleza e a vitória do Flamengo sobre o São Caetano, o Brasiliense entrou na zona de risco do Campeonato Brasileiro ? é o 20.º, com 28 pontos. Já são três derrotas consecutivas e a pressão sobre Joel Santana só aumenta. Outra vez o treinador quebra a cabeça para montar o time. Além de Alex Oliveira, Oséas, Iranildo e Joãozinho, que estão machucados desde a semana passada, Joel ganhou mais um problema. O atacante Dill, que veio do Bahia e estreou diante do Fortaleza, está fora por lesão na coxa direita. Ele jogou apenas 45 minutos na partida de domingo e, nesta terça, realizou um exame que constatou a lesão. O substituto deverá ser outro recém-contratado do Brasiliense: Reinaldo Aleluia, que veio por empréstimo do Ceará, até o fim do ano. Joel, no entanto, ainda não confirmou a entrada do jogador que disputou a Série B. Igor é outra opção. ?Estamos precisando de homens de frente e perder o Dill agora é uma pena?, lamentou o técnico, que fez pouco caso da pressão pelos três últimos péssimos resultados. ?Não me preocupo com a pressão. No futebol, existe a cultura burra e a inteligente. Aqui, trabalhamos com a inteligente. Não vai ser a primeira nem a última vez que vou perder três partidas seguidas?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.