Desfalques criam problemas para Mancini definir Vitória

A estreia pelo Vitória no Campeonato Brasileiro, no último domingo, animou o treinador Vágner Mancini, apesar do resultado negativo contra o Goiás. De acordo com ele, a equipe, que estava desfalcada de quatro jogadores considerados titulares, mostrou qualidade e jogou mais que o adversário. No entanto, perdeu outros quatro para o jogo desta quarta-feira contra o Atlético Paranaense, às 19h30, no estádio Barradão, em Salvador, pela 20.ª rodada.

TIAGO DÉCIMO, Agencia Estado

19 de agosto de 2009 | 08h44

Todos estão fora por suspensão: a dupla de zaga titular - Wallace e Anderson Martins -, e o volante Magal, que receberam o terceiro cartão amarelo, o meia Leandro Domingues, que foi expulso em Goiânia.

Além deles, o treinador continua sem poder contar com o goleiro Viáfara, que se recupera de uma contusão na mão esquerda, e com o zagueiro Victor Ramos, convocado pela seleção brasileira sub-20. O meia Bida sentiu uma contusão no joelho esquerdo e também deve desfalcar a equipe. As boas novas são as voltas dos volantes Vanderson e Uelliton e do zagueiro Marco Aurélio, que cumpriram suspensão.

Para as vagas de Wallace e Anderson Martins, entram Marco Aurélio e Fábio Ferreira. As dúvidas de Mancini concentram-se na armação e no ataque. Concorrem pelo lugar de Leandro Domingues o volante Carlos Alberto e os meias Ramon Menezes e Willian.

O treinador avisa que só vai decidir a escalação depois de ver como o Atlético foi montado pelo técnico Antonio Lopes. Caso Willian seja o escolhido, Neto Berola fará companhia a Roger no ataque.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato BrasileiroVitória

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.