Desfalques da Lusa preocupam Renê

A semana na Portuguesa promete. Depois de uma inesperada derrota em casa para o Guarani, de virada - resultado que custou ao time não só a quebra da invencibilidade mas também a liderança do Paulistão -, o técnico Renê Simões terá de trabalhar muito para acertar o time para o clássico contra o Santos, sábado, na Vila Belmiro. Mais uma vez, o treinador não poderá contar com a equipe completa. O time terá a volta do atacante Lúcio, do lateral Paulo Fabrício e do volante Ricardo Lopes, que cumpriram suspensão. No entanto, outros três jogadores receberam cartão no domingo e serão desfalques certos: os atacantes Cléber e Edson Araújo e o lateral Mancini.Durante a semana, Renê Simões terá de encontrar uma combinação adequada para fazer com que o time jogue bem, apesar das mudanças. "A questão é encontrar a química certa. Algumas vezes você mexe na equipe e a combinação não é tão boa", admite o treinador. Para ele, "faltou presença de área" diante do Guarani e a Lusa terá de melhorar para tentar a vitória em Santos.Outro problema a ser sanado é o desequilíbrio emocional causado pela derrota de domingo. Quando a equipe sofreu o gol de empate, o desânimo foi evidente. Renê terá de buscar um meio de evitar que o problema se repita.Para o zagueiro Tinho, a derrota em casa foi desagradável. "Mas ainda não está nada perdido e temos muitos jogos pela frente", afirma. O importante para o jogador é que a equipe não se abale com o resultado para conquistar a reabilitação contra o Santos. O atacante Edson Araújo concorda. Mesmo fora do clássico, ele acredita que a Lusa tem condições de reagir.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.