Rubens Chiri/São Paulo
Rubens Chiri/São Paulo

Desfalques de Arboleda e Rigoni devem fazer Ceni formar o São Paulo no 4-4-2

Equatoriano irá servir sua seleção nas Eliminatórias, enquanto que o argentino cumprirá suspensão automática

Redação, Estadão Conteúdo

08 de novembro de 2021 | 17h35

O técnico Rogério Ceni deverá mudar o jeito do São Paulo jogar na próxima partida, contra o Fortaleza. Os motivos são a convocação do zagueiro Arboleda pela seleção do Equador e o cartão amarelo que o atacante Rigoni levou diante do Bahia, que fará com que ele cumpra suspensão no próximo jogo. O time se reapresentou na tarde desta segunda-feira para um treinamento em Salvador.

O 3-5-2 utilizado pelo São Paulo nos dois últimos jogos, contra Internacional e Bahia, deverá ser substituído por um 4-4-2. Rogério Ceni chegou a falar sobre como seria jogar com um trio de ataque formado por Rigoni, Luciano e Calleri, o que ainda não acontecerá devido à suspensão do primeiro. Calleri, que tem retornado ao time gradualmente e entrou no decorrer da derrota para o Bahia, deverá fazer a dupla de ataque com Luciano.

Na defesa, o treinador deverá abandonar a formação com três zagueiros, feita por Léo, Miranda e Arboleda. O equatoriano foi convocado para as Eliminatórias da Copa do Mundo e pode desfalcar a equipe por até três rodadas, contra Fortaleza, Flamengo e no clássico diante do Palmeiras. O Equador atua no dia 11 de novembro, diante da Venezuela e no dia 16 de novembro, um dia antes do clássico paulista, contra o Chile.

Com a mudança na formação, o meio-campo são-paulino deverá ganhar mais uma peça. Os favoritos para a vaga são Rodrigo Nestor e Benítez, que também entraram no decorrer do último jogo. O atacante Marquinhos também é opção. Após a partida, Ceni falou sobre as substituições feitas e comentou as chances tidas por Shaylon e Benítez já no fim da partida.

"As duas principais chances do segundo tempo foram nos pés dos dois jogadores que entraram. Colocamos o Benítez para se aproximar mais do Calleri e do Rigoni, melhorar a troca de passes e, em compensação, você agride menos pelos lados. Precisamos trabalhar, evoluir e melhorar, o que dificulta é a sequência de jogos difíceis que temos pela frente. Jogamos abaixo dos quatro primeiros jogos que fizemos", analisou o treinador.

Tentando entrar de vez na briga por uma vaga na próxima Libertadores, o São Paulo está na 14ª posição, com 37 pontos ganhos. A delegação do São Paulo finaliza a preparação já em Fortaleza, nesta terça-feira. Ceni definirá a escalação titular após o treinamento que será realizado no CT do Ceará.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.