Arquivo/AE
Arquivo/AE

Desfalques preocupam a boa sequência da zaga do Palmeiras

Com apenas 12 gols sofridos no Campeonato Brasileiro, setor é motivo de elogios dos companheiros de time

21 de julho de 2009 | 12h10

Criticada no início da temporada, a defesa do Palmeiras, aos poucos, vem encontrando o melhor entrosamento. Ao lado do Atlético Mineiro, é a melhor do Campeonato Brasileiro, com apenas 12 gols sofridos. E nesta quarta-feira, terá mais um grande desafio pela frente, quando enfrenta o Goiás, do artilheiro Felipe, no Serra Dourada.

 

Veja também:

link Meia Diego Souza diz estar na melhor fase da carreira

especial MASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especial Visite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela | tabela Classificação

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Para complicar ainda mais, o interino Jorginho não poderá contar com dois de seus principais titulares pelo setor. O zagueiro Maurício Ramos e volante Pierre cumprem suspensão automática pelo terceiro cartão amarelo. Marcão e Sandro Silva devem entrar na equipe.

 

Pierre não lamenta a ausência e prefere lembrar a força de todo o setor, ao longo do Brasileirão. Além disso, enalteceu as boas atuações do goleiro Marcos.

 

"O entrosamento foi importante para que a defesa melhorasse. Eu e o Maurício [Ramos] tivemos uma boa sequencia", afirmou. "Quando a zaga não consegue segurar, tem um goleiro lá atrás que vive uma grande fase".

 

Além de Maurício Ramos e Pierre, Ortigoza também não enfrenta o Goiás, também pelo terceiro cartão amarelo. Para o ataque, Willians deve assumir a posição.

 

O Palmeiras é o vice-líder do Brasileirão, com os mesmos 25 pontos do Atlético Mineiro. Já o Goiás ocupa a oitava colocação, com 17.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.