Vinnicius Silva / Cruzeiro
Vinnicius Silva / Cruzeiro

Desgastado, Cruzeiro enfrenta Corinthians e deve poupar alguns titulares

Ariel Cabral e Henrique, que não jogaram última partida por suspensão, devem ser titulares

Estadão Conteúdo

25 de julho de 2018 | 07h50

Sem dar pistas sobre o time que vai enfrentar o Corinthians, às 21h45 desta quarta-feira, em São Paulo, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro, o técnico Mano Menezes não deve escalar a força máxima no Cruzeiro. Em boa fase, o time vem de duas vitórias seguidas no torneio nacional e ocupa a quarta posição, com 24 pontos.

+ Robinho celebra recuperação e boa fase no Cruzeiro após Copa do Mundo

+ Lucas Romero pede mais atenção ao Cruzeiro após gols sofridos em viradas

Depois de vitória por 2 a 1 sobre o Atlético Paranaense, neste domingo, no Mineirão, em Belo Horizonte, o treinador adiantou que deve preservar titulares contra o Corinthians. Por causa de uma partida pela Copa do Brasil, também contra o Atlético-PR, o Cruzeiro já fez três partidas desde a volta das competições de clubes, paralisadas durante a disputa da Copa do Mundo, entre 14 de julho e 15 de junho.

"É uma sequência pesada. Não tem para onde correr", analisou Robinho. "A gente tem de descansar e se preparar para os jogos, um atrás do outro. Será uma dificuldade muito grande com o Corinthians, não tenho dúvida disso. Temos mais um dia de trabalho e de descanso, esperamos ir a São Paulo fazer um grande jogo", afirmou o meia.

Fábio, Edilson, Léo, Dedé, Thiago Neves, Robinho e Arrascaeta foram titulares nas três partidas disputadas nos últimos dez dias, portanto Mano deve escolher um ou mais jogadores desse grupo para poupar. Os volantes Ariel Cabral e Henrique voltam de suspensão, por isso devem ser utilizados no duelo.

Quem tem maior chance de não jogar é Edilson, que não treinou em campo com o elenco na terça-feira porque apresenta desgaste físico. Ezequiel e Lucas Romero são os cotados para ocupar a lateral direita se o titular estiver indisponível ou for poupado pelo treinador.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.