Desgastado e sem Weverton, Atlético-PR busca a primeira vitória no Brasileirão

Goleiro defende a seleção brasileira; Santos será o substituto

Estadão Conteúdo

06 de junho de 2017 | 08h06

O Atlético Paranaense não poderia ter início pior no Campeonato Brasileiro: foi vazado seis vezes na estreia, tropeçou duas vezes seguidas em casa e ainda perdeu um clássico estadual, resultado que o afundou na zona de rebaixamento no último fim de semana. Tentando reverter esse péssimo momento, o time encara o Fluminense nesta terça-feira, às 20 horas, no estádio do Maracanã, no Rio, na abertura da quinta rodada.

O problema é que os tropeços não são a única preocupação do técnico Eduardo Baptista. Contando com um elenco com vários jogadores experientes, o treinador vê o time, também envolvido na disputa da Copa do Brasil e da Copa Libertadores, já bastante desgastado.

Por isso, Eduardo Baptista sabe que o time precisa reagir logo no Brasileirão, antes de encarar os confrontos mata-mata pelas duas competições. Apesar disso, o treinador admite a possibilidade de poupar alguns titulares, preocupado em evitar o risco de perder algum jogador lesionado.

Neste sentido, o centroavante Grafite dificilmente deverá ser aproveitado, ainda mais após ser substituído durante o clássico contra o Coritiba por causa de dores na coxa. Ederson é o favorito para assumir a sua vaga no ataque atleticano.

Thiago Heleno, Lucho González, Matheus Rossetto e Otávio são os jogadores que mais preocupam Eduardo Baptista em relação ao desgaste físico, mas a tendência é que eles comecem jogando, embora alguma alteração por cansaço no meio de campo não esteja descartada.

Certo mesmo é o desfalque do goleiro Weverton, que está com a seleção brasileira na Austrália, sendo substituído por Santos. E o último jogo do time contra o Fluminense traz ótimas lembranças para o goleiro, que defendeu pênalti aos 46 minutos do segundo tempo do empate por 1 a 1, no mesmo Maracanã, na reta final do Brasileirão de 2016. Agora espera ajudar o time a começar a reagir no Brasileirão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.