Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Desgaste da seleção preocupa CBF

A comissão técnica da seleção brasileira está preocupada com o desgaste dos atletas convocados para os jogos com a Colômbia e Equador, pelas eliminatórias do Mundial de 2006. A maioria, 17 deles, vem do exterior e tem chegada prevista em Teresópolis, região serrana do Rio, na noite de terça-feira. Depois de dois dias de atividade pela manhã e à tarde, todos fazem nova longa viagem - para Barranquilla, na Colômbia, em vôo fretado. Serão quase sete horas sem escala até o local da estréia na competição. Ciente de que o grupo de relacionados que atua no exterior está em pré-temporada, a equipe de auxiliares do técnico Carlos Alberto Parreira vai fazer um trabalho dosado, com mais ênfase no aspecto físico. ?A parte tática e a técnica vão ficar um pouco em segundo plano." Na terça-feira não haverá tempo para nenhuma atividade de campo. Do Aeroporto Internacional Tom Jobim e Santos Dumont, os atletas seguem de ônibus no início da noite para Teresópolis, numa outra viagem, de cerca de 1 hora e meia. Começam os treinos no dia seguinte. Vai ser apenas uma corridinha leve em volta da concentração da seleção e alguns testes de resistência. Como a temperatura na Europa anda muito alta, a comissão torce para que o frio das últimas semanas não se repita em Teresópolis - a cidade registrou 3 graus no início do mês. Se isso não ocorrer, a programação de treinos pode ser resvista, embora vá ocorrer em dois períodos por dia. O desgaste continuará logo depois da partida contra a Colômbia. Ainda na noite do dia 7, os jogadores deixam Barranquilla e seguem para Manaus, com chegada prevista na madrugada de 8 de setembro. Haverá um treino pouco intenso no mesmo dia e somente na terça-feira, dia 9, é que Parreira poderá realizar um treino mais puxado, preparando a equipe para o confronto com o Equador. Parreira sabe das dificuldades desde quando a tabela das eliminatórias foi aprovada, dois meses atrás. Ele preferiu não fazer reclamações. ?Não adianta ficar lamentando; é o que está aí, o que foi possível; o importante é trabalhar dentro da realidade." Granja Comary - Finalmente, a seleção principal vai voltar à Teresópolis, na bela concentração que recebeu a equipe na fase de preparação da Copa de 1990, na Itália, e que depois passou a abrigar cada vez mais as seleções de base. ?Com a grande parte dos jogadores no exterior e o modelo de eliminatórias que já serviu para 2002, ficou mais difícil realmente reunir o grupo na Granja Comary", comentou o coordenador-técnico Zagallo. A última vez que o time de Ronaldo, Rivaldo e Roberto Carlos esteve na concentração foi em 2001, com o técnico Luiz Felipe Scolari. A área dispõe de quatro campos oficiais, uma moderna sala de musculação, amplos auditório e refeitório e confortáveis apartamentos.

Agencia Estado,

27 de agosto de 2003 | 20h18

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.