Daniel Augusto Jr./ Ag. Corinthians/ Divulgação
Daniel Augusto Jr./ Ag. Corinthians/ Divulgação

Desmanche pode render mais de R$ 100 milhões ao Corinthians

Felipe deve ser o sétimo titular a sair desde o início do ano: veja o valor de cada negociação

VÍTOR MARQUES, O ESTADO DE S.PAULO

20 de maio de 2016 | 05h00

O desmanche no time que venceu Campeonato Brasileiro em dezembro tem um outro lado: a saída de jogadores turbinou a receita do Corinthians em 2016. A venda de Felipe ao Porto, que pode ser concretizada em breve, fará com o clube arrecade mais de R$ 100 milhões com venda de atletas.

O valor poderia ser maior se o clube tivesse 100% dos direitos econômicos de seus jogadores, que é uma exceção. Felipe, por exemplo, é um caso raro. Se a transferência para o futebol português se confirmar, o Corinthians, dono de 100% dos direitos do jogador, ficará com 8 milhões de euros (R$ 32 milhões).

Por pouco, não foi assim. Em janeiro, o Corinthians recebeu uma oferta do Monaco, da França, por Felipe. Os valores não agradaram os dirigentes, que recusaram a proposta. Mas houve um outro acerto: o Corinthians comprou os outros 50% dos direitos econômicos, totalizando 100%.

A proposta por Felipe deve chegar em breve segundo a diretoria. O zagueoro será o sétimo titular a deixar a equipe desde o início do ano. As vendas de Gil, Ralf, Jadson, Renato Augusto, Vagner Love e Malcom renderam os cofres do clube aproximadamente R$ 77 milhões, já descontada a participação nos direitos econômicos de empresários.

O negócio mais vantajoso foi a do zagueiro Gil, que deu ao clube R$ 39 milhões. As melhores vendas foram para os clubes chineses, mercado que levou, além de Gil, os meias Jadson e Renato Augusto. Love e Malcom foram jogar na França.

Quanto o Corinthians já arrecadou com a venda dos atletas:

Gil - R$ 39 milhões

Renato Augusto - R$ 17,5 milhões

Jadson - R$ 6,5 milhões

Vagner Love - R$ 5 milhões

Ralf - R$ 4,5 milhões

Malcom - R$ 5 milhões

Total: R$ 77,5 milhões

Quem deve sair no meio ano

Felipe - Porto (R$ 32 milhões)

 

Elias - Futebol chinês

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.