Desorganização no título do São Bento

A decisão da Copa Interior, realizada sábado à noite, em Sorocaba, com certeza vai entrar para a história do futebol paulista. E como um mau exemplo pela falta de profissionalismo e ausência de bom senso dos dirigentes. Faltou luz por quase três horas e o jogo, que começou às 18h, chegou a ser adiado para domingo cedo. Mas foi reiniciado às 21h48 e o São Bento garantiu o título ao empatar com o Jaboticabal, em zero a zero.No primeiro confronto houve um empate por 2 a 2, em Jaboticabal, e o time sorocabano ficou com o título por ter melhor campanha na competição que reuniu 16 clubes excluídos do Campeonato Brasileiro, nas Séries A, B e C.Mais de 15 mil torcedores foram ao estádio municipal - CIC - para empurrar o time da casa ao título. O primeiro tempo terminou sem gols. Durante o intervalo um forte vendaval atingiu a cidade e toda a região, provocando a queda de energia elétrica em vários pontos de Sorocaba. A previsão inicial do restabelecimento de energia era de 40 minutos, mas depois passou a ser de três horas. A Companhia Paulista de Força e Luz - CPFL - alegou que priorizou casos emergenciais como hospitais e dependências públicas.Os dirigentes não chegaram a um acordo para o adiamento do segundo tempo do jogo para domingo cedo, no mesmo local, e com portões abertos. O presidente do São Bento, David Ferrari Júnior, concordava com o adiamento, contra a vontade do presidente do Jaboticabal, Luis Cláudio Campos. O juiz Rodrigo Braghetto ficou impotente diante da indefinição e só reiniciou o jogo às 21h48 por determinação do departamento técnico da Federação Paulista de Futebol (FPF).Nessa altura, menos de mil torcedores estavam no estádio para testemunharem a disputa do segundo tempo. O Jaboticabal foi melhor em campo, transformando o goleiro Fernando no melhor homem em campo, praticamente garantindo o título ao São Bento, com grandes defesas. Depois de tanta espera, os jogadores receberam medalhas e troféus e foram para casa. E deixaram para trás mais um exemplo de desorganização no futebol brasileiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.