Liverpool FC (@lfc)/Twitter
Liverpool FC (@lfc)/Twitter

Destaque da Suíça na Copa, Shaqiri é contratado pelo Liverpool

Imprensa britânica aponta que equipe pagou cerca de R$ 66,5 milhões ao Stoke City para contar com o jogador de 26 anos

Estadão Conteúdo

13 Julho 2018 | 18h15

A Copa do Mundo foi de grande ajuda na carreira de Xherdan Shaqiri. Após se destacar pela seleção da Suíça no Mundial da Rússia, o atacante deixou o Stoke City, rebaixado no último Campeonato Inglês, para reforçar o Liverpool, atual vice-campeão da Liga dos Campeões da Europa.

+ Shaqiri lamenta tabu suíço de 80 anos sem passar em mata-mata: 'Não aproveitamos'

+ Primeiro-ministro albanês pede doações para pagar multas de Xhaka e Shaqiri 

+ Imprensa da Suíça critica gestos de apoio ao Kosovo feitos por Shaqiri e Xhaka

O Liverpool não revelou o valor da negociação, mas a imprensa britânica aponta que o tradicional clube inglês desembolsou 13 milhões de libras (cerca de R$ 66,5 milhões) pelo jogador de 26 anos. Segundo o Liverpool, o reforçou acertou "contrato de longo prazo", sem informar a duração exata do vínculo.

No time inglês, Shaqiri terá forte concorrência para conquistar um lugar entre os titulares. O forte ataque da equipe, o melhor da última edição da Liga dos Campeões, já conta com o brasileiro Roberto Firmino, o senegalês Sadio Mané e o egípcio Mohamed Salah, um dos artilheiros da última temporada europeia.

"Estou muito feliz por estar aqui. É um clube enorme, com uma grande história, grandes jogadores e um técnico fantástico", disse Shaqiri, ao chegar ao Liverpool. "Como jogador, você sempre quer estar no nível mais elevado do futebol."

O acerto com o Liverpool mostra que as boas atuações na Copa serviram para reerguer a carreira do jogador, que estava em baixa nos últimos anos. Ele vinha com dificuldade em sua trajetória desde que se tornou reserva do Bayern de Munique, pelo qual atingiu o seu auge, ganhando quase tudo, incluindo a Liga dos Campeões, o Campeonato Alemão e a Copa da Alemanha.

Depois disso, perdeu espaço na equipe e, em 2015, foi vendido à Inter de Milão, onde também não se firmou. No mesmo ano, se transferiu para o Stoke City, time dos mais modestos do Campeonato Inglês, tanto que foi rebaixado na última edição.

"Há alguns anos, eu queria vir para cá (Liverpool), mas não aconteceu. Finalmente, estou aqui", disse o atacante. "Quero melhorar o meu jogo aqui, quero estar com os melhores e quero conquistar títulos. É por isso que vim para cá", declarou o suíço.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.