Franck Fife/AFP
Franck Fife/AFP

Detentora dos direitos de transmissão dos jogos do Francês pode não pagar clubes

Mediapro pede que próximo pagamento seja adiado, mas liga que organiza o torneio recusa

Redação, Estadão Conteúdo

08 de outubro de 2020 | 11h38

A Mediapro, empresa espanhola que detém os direitos de transmissão do Campeonato Francês pelas próximas quatro temporadas, ameaça não pagar os clubes. A liga francesa negou o pedido do conglomerado de mídia espanhol de adiamento do pagamento de US$ 202 milhões (cerca de R$ 1,1 bilhão), que deverá ser feito até o dia 17.

A liga afirmou que "a prioridade é garantir o pagamento aos clubes dentro do prazo estipulado". Assim como em todo o mundo, os clubes do futebol francês foram duramente atingidos pela queda de receita durante o surto do coronavírus, pois somente agora, e de modo bastante controlado, estão retornando com a entrada de público nos estádios.

No total, o contrato tem o valor de 780 milhões de euros (R$ 5,2 bilhões) por temporada para transmitir jogos da primeira divisão e 34 milhões de euros (R$ 224 milhões) para a segunda divisão.

A Associação Europeia de Clubes revelou no mês passado que seus membros perderam prêmios em dinheiro da Liga dos Campeões e da Liga Europa na temporada passada porque a Uefa devolveu às emissoras de TV 575 milhões de euros (R$ 3,8 bilhões).

A programação foi interrompida por causa da pandemia durante a paralisação do futebol que começou em março, e as competições da Uefa foram concluídas em agosto, com menos jogos na fase final.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.