Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Deyverson aproveita problemas dos concorrentes e se aproxima do 100º jogo

O titular Luiz Adriano está lesionado enquanto Borja e Dourado não conseguiram se firmar com Mano Menezes

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

29 de outubro de 2019 | 05h17

O atacante Deyverson deve completar seu 100º jogo pelo Palmeiras no clássico diante do São Paulo, nesta quarta-feira, no Allianz Parque. Após um jejum de 13 partidas, entre junho, na vitória por 2 a 0 sobre a Chapecoense, pela 9ª rodada, e o empate diante do Athletico Paranaense, pela 27ª rodada, em outubro, o atacante tenta retomar a boa fase. Diante do Avaí, ele marcou pelo segundo jogo seguido.

O atacante está aproveitando o espaço aberto pelos problemas dos concorrentes diretos. O titular Luiz Adriano ainda está em tratamento por conta de um estiramento no músculo posterior da coxa direita, Borja está em baixa, e Henrique Dourado ainda não foi titular desde que retornou de uma fratura na tíbia direita. Depois de encerrar o jejum de quatro meses, Deyverson afirma que o time chega embalado ao clássico.

“É importante essa vitória para o time chegar embalado lá (no clássico). Costumamos ser fortes em casa. Vai ser um jogo difícil e precisamos continuar, se Deus quiser, vencendo no Campeonato Brasileiro, que é muito disputado”, encerrou o jogador.

Entre altos e baixos, Deyverson foi titular nas últimas três partidas. No início da passagem de Mano Menezes, contudo, nem chegou a ser relacionado. Com experiência no futebol europeu, acumulando passagens por Benfica, de Portugal, Köln, da Alemanha, e Levante, da Espanha, dentre outros, Deyverson é o segundo maior artilheiro palmeirense na era dos pontos corridos, desde 2003. Dudu é o goleador máximo com 38 gols enquanto ele e Willian possuem 21.

Embora tenha passado em branco no empate por 1 a 1 com o São Paulo no primeiro turno, Deyverson marcou diante dos arquirrivais no Campeonato Brasileiro de 2018. No jogo com o rival tricolor, por exemplo, ele ajudou a encerrar um jejum de 16 anos do Palmeiras diante do São Paulo no Morumbi. Na temporada atual, ele é o centroavante com mais partidas: 36 e sete gols. Borja (22 jogos e cinco gols), Henrique Dourado (dois jogos) e Luiz Adriano (11 jogos e seis gols) são os outros centroavantes do grupo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.