Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Deyverson decide e Palmeiras vence o Vasco na estreia de Felipão em casa

Atacante marca o gol da vitória alviverde por 1 a 0, em jogo no Allianz Parque

Dani Arruda, especial para o Estado, O Estado de S.Paulo

12 Agosto 2018 | 21h11

A estreia de Luiz Felipe Scolari no Allianz Parque foi vitoriosa. Com um gol de Deyverson, de cabeça, no início do segundo tempo, o Palmeiras derrotou o Vasco por 1 a 0, chegou aos 30 pontos no Brasileirão e permaneceu a oito de distância para o líder São Paulo. Felipão segue invicto no seu retorno ao Palmeiras: duas vitórias, um empate, e nenhum gol sofrido. O setor defensivo aliás, é o destaque: não leva gol há cinco partidas.

Com dois jogos a menos que os demais concorrentes, o Vasco estaciona nos 19 pontos, um fora da zona do rebaixamento, na 15ª posição. Na última rodada do primeiro turno do Brasileirão, o Palmeiras encara o Vitória, às 16h do próximo domingo, no Barradão, em Salvador. Na segunda-feira, o Vasco recebe o Ceará, às 20h, no estádio de São Januário. 

Com um elenco qualificado à disposição, Scolari optou por fazer um rodízio e deixou de fora alguns jogadores que participaram da vitória sobre o Cerro Porteño, na última quinta-feira, pela Libertadores. O treinador está de olho no segundo confronto contra o Bahia, quinta-feira, pela Copa do Brasil. Com um empate sem gols na Fonte Nova, o Palmeiras precisa vencer para se classificar às semifinais.

“Tenho um grupo bom e posso fazer a mescla, deixar alguns jogadores no banco e descansar outros. Temos três competições e queremos vencê-las”, justificou Felipão.

No primeiro tempo o Palmeiras teve posse de bola bem superior ao Vasco, mas não conseguiu criar oportunidades de gol. Bem postado no setor defensivo, comandado pelo estreante Leandro Castan, o time cruzmaltino optou por uma marcação forte em seu campo de defesa (com até dez jogadores) e deixou o Palmeiras trocar bola no campo de ataque. 

Jogando no contra-ataque, o Vasco acabou por criar duas boas chances na etapa inicial, uma delas de bola parada. Aos 13, Pikachu cobrou escanteio fechado e Weverton teve que praticar grande defesa para evitar o gol olímpico. Nos acréscimos, Thiago Galhardo cruzou para Pikachu chutar forte e obrigar outra intervenção do goleiro palmeirense.

A melhor chance do time paulista foi com Deyverson. Com dificuldade para entrar com a bola dominada, o Palmeiras optou pelo jogo aéreo. E quase deu certo. Aos 28, Jean cruzou, Deyverson subiu mais que a zaga e Martín Silva fez bela defesa. No final do primeiro Gustavo Scarpa sofreu uma lesão no calcanhar direito e teve de ser substituído por Hyoran, que seria decisivo. 

No início do segundo tempo o Palmeiras acelerou o ritmo, passou a jogar com mais velocidade e chegou ao gol da vitória através da bola aérea. Lucas Lima cruzou, Hyoran cabeceou, a bola bateu no travessão e Deyverson, também de cabeça, mandou para as redes, para alegria de Felipão no banco. 

FICHA TÉCNICA 

PALMEIRAS 1 X 0 VASCO

GOL: Deyverson, aos 15 minutos do 2º tempo.

PALMEIRAS: Weverton (Jailson); Mayke, Luan, Gustavo Gómez e Victor Luis; Thiago Santos, Bruno Henrique, Jean e Lucas Lima (Moisés); Gustavo Scarpa (Hyoran) e Deyverson. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

VASCO: Martín Silva; Rafael Galhardo (Raul), Leandro Castan, Ricardo e Ramon; Desábato, Andrey,  Yago Pikachu, Giovanni Augusto (Vinícius Araújo) e Thiago Galhardo; Andrés Ríos (Maxi López). Técnico: Jorginho.

JUIZ: Wilton Pereira Sampaio.

CARTÕES AMARELOS: Andrey, Maxi López e Luan.

PÚBLICO: 30.012 presentes.

RENDA: R$ 1.930.884,80.

LOCAL: Allianz Parque, em São Paulo (SP).

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.