Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Felipão diz que Deyverson recusou oferta milionária e fica no Palmeiras

Clube já havia acertado com time chinês, mas o atacante decidiu permanecer, após conversa com o treinador

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

23 de fevereiro de 2019 | 21h45

O atacante Deyverson vai permanecer no Palmeiras. O anúncio foi feito pelo técnico Luiz Felipe Scolari, após o empate sem gols com o Santos, neste sábado, no Allianz Parque. O jogador tinha uma oferta milionária da China, mas decidiu permanecer no clube após uma conversa com o treinador. 

"Há dois dias, o Palmeiras tinha possibilidade de vender o Deyverson para a China por valores excelentes. Quando eu conversei com o Deyverson, tive uma sensação agradável. Ele me disse: 'Eu não quero sair' e me perguntou: 'O senhor quer eu vá embora?' Eu disse: 'Tu cometes alguns exageros, mas és uma pessoa da minha confiança e tenho algo para te ajudar'", contou o treinador, durante entrevista coletiva pós-jogo.

Felipão acredita que o atacante conseguirá recuperar seu espaço e a moral com a torcida. "Ele me disse que não sai. Eu gosto dele, todo mundo gosta, a torcida, os jogadores. Isso não inclui algumas coisas que ele fez. Mas ele vai permanecer", assegurou o comandante palmeirense.

Na última quinta-feira, o Palmeiras acertou a venda dele para o Shenzhen, da China, por 12 milhões de euros (R$ 51,2 milhões). Para o negócio sair, faltava o jogador aceitar ir embora e ele iria receber um salário três vezes maior do que recebe no time brasileiro.

O atacante foi suspenso pelo TJD por seis jogos no Paulistão e levou uma multa de R$ 350 mil da diretoria após ser expulso no clássico com o Corinthians por ter dado uma cusparada no volante Richard. 

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasDeyversonfutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.