Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Deyverson marca dois gols e ajuda Palmeiras a bater Vitória por 3 a 0

Atacante volta a se destacar e, em Salvador, comanda resultado tranquilo pelo Campeonato Brasileiro

Ciro Campos, O Estado de S.Paulo

19 Agosto 2018 | 17h49

Deyverson deixou de ser criticado para se transformar em herói no Palmeiras. Uma semana depois de ter o gol decisivo sobre o Vasco, neste domingo ele foi além, ao comandar os 3 a 0 sobre o Vitória, em Salvador, pelo Campeonato Brasileiro. O atacante marcou duas vezes e facilitou a tarefa da formação mista do Palmeiras, que aproveitou a fraqueza da pior defesa da competição para construir um resultado tranquilo.

A nova camisa três do Palmeiras parece ter se tornado um amuleto para Deyverson. Pelo segundo jogo o time usou o uniforme e pela segunda vez o atacante marcou. Contra o Vasco, no domingo passado, ele fez um e desta vez contra o Vitória, ele foi além e deixou dois. Antes de ter marcado por essas duas apresentações seguidas, Deyverson não havia anotado por competições oficiais em 2018.

A busca do Palmeiras para voltar a vencer fora de casa pelo Campeonato Brasileiro encontrou um elemento facilitar em Salvador. O Vitória passou a semana em reformulação pela chegada do técnico Paulo César Carpegiani e demonstrou uma formação desorganizada. Com espaços para criar e novamente com estabilidade na defesa, a equipe do técnico Luiz Felipe Scolari dominou o jogo.

Dudu aberto pela esquerda, Hyoran na direita e Lucas Lima centralizado iam ao ataque com tranquilidade e sem marcação. A partida também se tornou mais fácil pois o primeiro gol veio cedo. Marcos Rocha ajeitou de cabeça Deyverson chutar no canto de Ronaldo e abrir o placar, aos dez minutos. Com vantagem e tranquilidade, o Palmeiras se firmou no Barradão.

Apesar de o Vitória conseguir assustar em algumas tentativas com Neilton, era pouco para atrapalhar o time alviverde. Ainda mais porque Deyverson (antes tão criticado pela torcida) estava em tarde especial. Aos 28 minutos, o escanteio de Dudu acabou na cabeçada firme do atacante para ampliar. Ainda houve uma grande chance para fazer o terceiro, mas o goleiro evitou.  

O domínio possibilitou ao Palmeiras controlar o jogo no segundo tempo. O Vitória insistia no ataque, porém era atrapalhado pela própria limitação. Chutes tortos, investidas com passes errados e a defesa desorganizada mantinham os adversários confortáveis para trocarem passes dentro da área, como foi no lance do terceiro gol, feito por Dudu, aos 13 minutos da etapa final.

O resultado positivo serviu para a equipe descansar alguns titulares. Felipe Melo, Edu Dracena e Willian sequer viajaram para Salvador. No fim, Felipão viu o time perder várias boas chances e ainda por testar variações táticas, como a colocação de Diogo Barbosa como ponta. O Palmeiras ainda chegou a sete jogos seguidos sem levar gol.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 3 X 0 VITÓRIA

VITÓRIA: Ronaldo; Jeferson, Aderllan, Ruan Renato e Benítez; Rodrigo Andrade, Ramon e Yago (André Lima); Neílton (Yago), Erick (Lucas Fernandes) e Walter Bou (Wallyson). Técnico: Paulo César Carpegini

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha (Mayke), Luan, Gómez e Victor Luís; Thiago Santos, Bruno Henrique (Moisés) e Lucas Lima; Hyoran, Dudu (Diogo Barbosa) e Deyverson. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Gols: Deyverson, aos 10 e aos 28 minutos do primeiro tempo. Dudu, aos 13 minutos do segundo tempo

Cartões amarelos: Bruno Henrique, Rodrigo Andrade, Neilton

Árbitro: Rodrigo Raposo (DF)

Público: 19. 100 pagantes

Renda: R$ 375.746,00

Local: Barradão, em Salvador

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.