Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Deyverson pede desculpas à torcida, mas alerta: 'Posso cometer outro erro'

Atacante do Palmeiras se diz arrependido por cusparada, porém reitera desejo de ficar no clube

Redação, O Estado de S.Paulo

25 de fevereiro de 2019 | 16h17

O atacante Deyverson, do Palmeiras, foi escalado pelo clube nesta segunda-feira para dar entrevista coletiva e explicar uma de suas mais recentes polêmicas. Após gravar um vídeo em que se despedia de amigos e avisava que estava de mudança para a China, o jogador reiterou o desejo de continuar na equipe, mas não comentou sobre ter bom comportamento no clube daqui em diante.

Deyverson está suspenso do Campeonato Paulista por ter cuspido no corintiano Richard no clássico realizado no começo deste mês. O episódio alimentou a vontade da diretoria de negociá-lo com o exterior, mas pesou a vontade do atacante em continuar, mesmo diante de uma proposta enviada pelo Shenzhen FC, da China. A oferta superava os R$ 50 milhões

"A decisão é minha, eu que decido se vou ou não. Eu conversei com a minha família, devo muito ao Palmeiras. Quando cheguei fui muito criticado e dei a volta por cima. Queria sair pela porta de frente e não como ia sair. Optei por ficar, amo o Palmeiras", afirmou o jogador. O técnico do Palmeiras, Luiz Felipe Scolari, foi quem anunciou a decisão de Deyverson, ainda no último sábado.

Durante a curta entrevista coletiva, ele respondeu a apenas três perguntas e comentou pela primeira vez sobre a cusparada. Deyverson chegou a ligar para Richard para pedir desculpas. "Foi um erro grave. Se eu falar que não posso cometer outro erro, é mentira. Eu me arrependi muito, Palmeiras sofreu bastante, meus companheiros e minha família também. Infelizmente acontecem coisas que não podemos voltar atrás. Posso errar, sim. Sou ser humano", comentou.

O jogador lamentou que o vídeo gravado com a mensagem de despedida dos palmeirenses, material posteriormente desmentido pelo próprio Deyverson, havia sido divulgado em grupo de amigos no WhatsApp. "Esse vídeo surgiu de um grupo de amigos que tinha confianças e não tenho mais. Pensava que todos eram amigos, mas um amigo fez com que vazasse. Não era de agora. Era uma brincadeira não tão agradável com os torcedores, e vazou", lamentou.

Para Entender

Guia do Paulistão 2019: tudo o que você precisa saber sobre a competição

Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo vão iniciar competição com menos de três semanas de pré-temporada

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.