Montagem/Estadão
Montagem/Estadão

Dez jogadores da base que podem representar o futuro do Barcelona

Conheça alguns dos muitos candidatos ao posto de 'novo Messi'

Igor Ferraz, O Estado de S. Paulo

11 de junho de 2015 | 07h00

Vencedor da tríplice coroa na temporada 2014-2015, o Barcelona se mostra cada vez mais como o clube 'sensação' dos últimos anos. O sucesso da equipe passa pelas categorias de base, a famosa La Masía, ou, como é popularmente conhecida, 'La Cantera'. Lá, foram formados jogadores como Lionel Messi, Xavi Hernández, Andrés Iniesta, Gerard Piqué, Cesc Fábregas, Carles Puyol, Pedro Rodríguez, Sergio Busquets, entre tantos outros.

Na Masía, os jogadores, desde muito jovens, são obrigados a conciliar os treinos com os estudos e aprendem o 'jeito Barcelona' de jogar. Ao local, é dada muita importância a respeito do título mundial da Espanha em 2010. Nos últimos anos, jogadores das mais diversas nacionalidades vêm adentrando a base do clube e se postulando como sucessores de Messi e dos atuais ídolos do Barça.

Conheça 10 jovens atletas da 'Cantera' que podem ser os substitutos da geração de Messi e companhia.

1. Munir El Haddadi

O hispano-marroquino Munir El Haddadi é tratado como uma das maiores jóias do Barcelona e uma das grandes promessas do futebol mundial. Aos 19 anos, o atacante teve suas chances no time principal no início da temporada, ganhando atenção especial do técnico Luis Enrique. 

Canhoto, costuma jogar pelo lado direito do ataque e tem o drible e a velocidade como características. Busca evoluir na finalização para suceder as estrelas do Barcelona. Já tem um valor de mercado estimado em 12 milhões de euros e soma convocações para a seleção principal da Espanha.

2. Sergi Samper

Sergi Samper, de 20 anos, atua em uma área do campo similar e tem um estilo parecido com o do ídolo Xavi (inclusive, veste a camisa 6 do Barcelona B e é apontado como sucessor do meia), podendo jogar tanto como volante como meia central. Nascido na própria Barcelona, ele veste as cores do clube desde os seis anos. Entre suas qualidades, destacam-se o passe, a velocidade e o drible. 

Em setembro de 2014, se tornou o primeiro atleta a passar por todas as categorias juvenis do clube e acabar atuando como titular em um jogo de Liga dos Campeões: foi contra o Apoel, pela fase de grupos. Curiosidade: seu irmão, Jordi Samper, é jogador de tênis profissional e ocupa a 227ª posição do ranking da ATP.

3. Lee Seung-Woo

É difícil de imaginar, mas um sul-coreano desponta como candidato a grande estrela do futebol mundial nos próximos anos. Lee Seung-Woo, de 17 anos, é um dos postulantes a 'novo Messi'. Porém, o atacante está impedido de disputar jogos oficiais até completar 18 anos, que acontecerá em janeiro do ano que vem, por conta da sanção imposta pela Uefa ao Barcelona: está listado entre os 9 jovens jogadores contratados pelo Barcelona em moldes irregulares. 

Ele lembra Messi pela facilidade em conduzir a bola e seus dribles curtos e rápidos. Na última Copa da Ásia Sub-16, Woo foi premiado artilheiro do torneio e levou a Coreia do Sul ao vice-campeonato, sendo derrotada pela rival Coreia do Norte na decisão, de virada. O jornal espanhol Marca garante que o Real Madrid tem interesse em tirar o jogador do rival.

4. Alen Halilovic

O meia Alen Halilovic é apontado como a maior revelação do futebol croata nos últimos tempos. Prestes a completar 19 anos, o jogador pertence ao Barcelona desde julho do ano passado, quando foi trazido do Dinamo Zagreb. Em 2013, se tornou, aos 16 anos, o jogador mais jovem a balançar as redes na história do Campeonato Croata e também o mais jovem a atuar na seleção do país. É mais um a ter o título de 'novo Messi'.

Em 15 de janeiro deste ano, fez sua primeira aparição pelo Barça ao entrar no segundo tempo da vitória fora de casa por 4 a 0 sobre o Elche, na Copa do Rei. Canhoto, lembra Messi pela habilidade e pela inteligência em campo. Joga entre o meio e o ataque.

5. Gerard Deulofeu

Nos anos em que atuou na Cantera e no Barcelona B, a genialidade de Gerard Deulofeu passou a ser inquestionável. O ponta era mais do que acostumado a marcar golaços e a liderar a equipe ofensivamente. Artilheiro, dono de dribles desconcertantes e de grande explosão, o espanhol despontava como o grande candidato a sucessor de Lionel Messi. Em duas temporadas no Barça B (entre 2011 e 2013), marcou 27 gols em 68 jogos jogando a segunda divisão da Espanha.

Em julho de 2013, foi emprestado ao Everton para ganhar experiência e fez um bom papel no Campeonato Inglês naquela temporada. Em 2014, retornou ao Barcelona e tudo indicava que passaria a ganhar mais chances no time principal. Porém, o técnico Luis Enrique considerou que o jogador ainda não estava pronto e o emprestou novamente, dessa vez, para o Sevilla, onde Deulofeu encontrou dificuldade de achar seu espaço. Foi acusado de ser 'fominha'. Ele tem 21 anos e deve voltar ao Barcelona na próxima temporada.

6. Jean Marie Dongou

Em 2008, o camaronês Jean Marie Dongou chegou ao Barcelona aos 13 anos, trazido da fundação de Samuel Eto'o no país africano. Centroavante de muita força física, velocidade e faro de gol, lembra muito o estilo do atacante que fez sucesso na equipe entre 2004 e 2009. Fez sua primeira aparição pelo Barça em 6 de dezembro de 2013, quando entrou no decorrer da partida contra o Cartagena, pela Copa do Rei, e fechou o placar de 4 a 1.

Na fatídica vitória por 8 a 0 do Barcelona sobre o Santos, em 2013, Dongou foi autor de um dos gols. Na seleção camaronesa sub-20, o atacante tem 2 gols em 4 partidas. O jogador, porém, recebe críticas na Espanha por ser mais um acusado de um suposto individualismo em campo.

7. Rafinha Alcântara

Talvez a 'promessa' que mais se aproxime de realidade na lista seja Rafinha Alcântara, irmão de Thiago (atualmente jogador do Bayern) e filho do tetracampeão Mazinho. Ao contrário do irmão, Rafinha escolheu defender a seleção brasileira, tem passagens pela base e está, inclusive, na lista de suplentes de Dunga para a Copa América. 

Rafinha já tem 22 anos, mas ainda é tratado com cuidado pelo Barcelona, entrando no time principal aos poucos. Na temporada 2014-2015, já ganhou a chance de atuar em 24 partidas do Campeonato Espanhol. Na grande maioria delas, veio do banco. Polivalente, ele pode atuar em praticamente todas as áreas do meio-campo e até no ataque.

8. Sergi Roberto

Sergi Roberto é mais um que vem ganhando chances no time principal do Barcelona há alguns anos. Na última temporada, entrou em 14 partidas do Campeonato Espanhol, 2 da Liga dos Campeões e 4 da Copa do Rei (na qual marcou dois gols e deu uma assistência). Roberto já tem 23 anos e se destaca pelo ótimo passe e a ótima bola parada. Passou por praticamente todos os times da base da seleção espanhola e também atua no meio de campo.

9. Sandro Ramírez

Sandro Ramírez, nascido em Las Palmas em 9 de julho de 1995, é outro atacante. Também ganhou chances com o treinador Luis Enrique na pré-temporada do Barça. Logo em sua estreia em uma partida oficial, contra o Villarreal, pela Liga Espanhola, no dia 31 de agosto de 2014, mostrou estrela e marcou o gol da vitória dos catalães. Destro e de boa finalização, formou o ataque do Barcelona B na segundona da Espanha ao lado de Munir na última temporada e marcou 7 gols.

10. Álex Grimaldo

Alejandro Grimaldo é conhecido por ser o jogador mais jovem a atuar em um jogo da segunda divisão espanhola, aos 15 anos e 349 dias: foi contra o Cartagena, em 2011. Ele atua em uma posição em que o Barcelona não tem tradição de revelar muitos jogadores: a lateral-esquerda. Ele se destaca pela grande qualidade no apoio e nos cruzamentos e marcou 4 gols na última edição da segundona espanhola. Joga nas seleções de base da Espanha desde o Sub-16.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.