Dez mil agentes para a final da Liga

Istambul preparou um forte esquema de segurança para receber torcedores do Milan e Liverpool, protagonistas da final da Liga dos Campeões da Europa, nesta quarta-feira, na capital da Turquia. Pelo menos dez mil agentes estarão a serviço do jogo.A polícia recebeu ordens para não permitir o desembarque de torcedores que não tenham ingressos da partida. Quem pisar no Aeroporto de Istambul sem o ingresso, será embarcado no primeiro vôo de volta. Da Itália, pelos menos 32 vôos charters e 8 de carreira levarão seis mil admiradores do Milan. Outros 14 mil irão de carro ou barco. Os 20 mil ingressos colocados à disposição dos italianos estão esgotados.Os ingleses também devoraram os 20 mil bilhetes destinados aos torcedores do Liverpool. Forças de segurança da Turquia temem que muitos simpatizantes dos dois clubes viagem sem ingressos esperando comprar no mercado negro. Estopim para arruaças e vandalismo nas ruas de Istambul.Nos dois times, o clima é de concentração total. Jogadores do Milan passaram o domingo na companhia de Silvio Berlusconi, primeiro ministro italiano e patrono do clube. "Têm de ganhar. O Liverpool é vigoroso, temos que ser muito técnicos", recomendou Berlusconi aos jogadores na concentração do clube. Kaká, uma das esperanças da torcida para resolver o jogo, disse que está pronto para fazer o Milan campeão. "Fui contratado também para finais como esta. Será uma emoção única. Estou preparado para ser campeão."No Liverpool, todas apostas levam ao técnico espanhol Rafael Benítez. "Dizem que o Milan é o favorito. Isso é bom para nós porque não temos nada a perder e muito o que ganhar."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.