Dez torcedores do Tottenham ficam feridos após agressão em Roma

Dez torcedores do clube inglês Tottenham Hotspur ficaram feridos, um deles gravemente, durante um ataque na madrugada de quinta-feira em Roma, antes de um jogo da Liga Europa contra a Lazio, informou a polícia.

Reuters

22 de novembro de 2012 | 11h36

O senador italiano Raffaele Ranucci pediu que as autoridades considerem a suspensão da partida em meio ao surto de violência que já manchou o futebol do país no passado.

Os 10 torcedores, nove britânicos e um americano, foram atacados do lado de fora de um pub perto do centro de Roma por dezenas de homens mascarados. Um sofreu ferimentos em uma artéria e está em estado grave.

Um morador local que testemunhou a violência e chamou a polícia disse que os agressores pareciam ter planejado o ataque.

"Os italianos foram muito organizados, com capacetes, bastões, até mesmo balaclavas. Havia muito menos dos ingleses", disse Giuseppe Tamborra.

"Vi quatro pessoas deitadas no chão, uma com a testa com um corte aberto daqui até aqui, provavelmente feito com um banquinho retirado do bar."

O ataque teve lugar em um popular pub turístico, o Drunken Ship, que ficou destruído pela luta de acordo com fotos publicadas no jornal esportivo italiano Gazzetto dello Sport, que mostravam uma pilha de bancos destruídos e uma piscina de sangue nas pedras do lado de fora.

Comentando em sua página do Facebook, os proprietários norte-americanos do bar, localizado na praça central de Campo dei Fiori, chamaram o incidente de "tragédia" e disseram que considerariam denunciar os danos.

O jornal italiano La Repubblica descreveu a cena como uma "guerra urbana" e disse que até 100 'Ultras' da Lazio - torcedores fanáticos do clube que são frequentemente associados com a política de extrema-direita - tinham atacado o pub.

A Uefa, entidade que comanda o futebol europeu, multou a Lazio em 40.000 euros (51.300 dólares) no mês passado por gritos racistas direcionados a jogadores negros em uma partida contra o Tottenham em setembro, em Londres, e o técnico dos Spurs, André Villas Boas, disse temer uma repetição no jogo de quinta-feira em Roma.

(Reportagem de Cristiano Corvino, Massimiliano di Giorgio, e Naomi O'Leary)

Tudo o que sabemos sobre:
FUTATAQUETORCEDORESROMA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.