Dezenas de crianças invadem treino do Brasil na Granja

No último treino da seleção em Teresópolis, várias crianças invadiram o campo para tentar um abraço e autógrafo dos jogadores

Leandro Silveira - enviado especial a Teresópolis, Agência Estado

21 de junho de 2014 | 17h23

O último treinamento da seleção brasileira em Teresópolis antes do duelo contra Camarões, nesta segunda-feira, em Brasília, pela terceira rodada do Grupo A da Copa do Mundo, terminou com a invasão do campo por dezenas de crianças, que pularam uma das grandes próximas ao campo 2 da Granja Comary em busca de um contato mais próximo aos jogadores.

No momento da invasão, alguns jogadores, incluindo Neymar, Daniel Alves, David Luiz e Hernanes, treinavam cobranças de falta, após um dia de atividades que teve um coletivo e um trabalho recreativo em campo reduzido no qual o técnico Luiz Felipe Scolari testou alternativas aos jogadores titulares pendurados com um cartão amarelo - Thiago Silva, Luiz Gustavo e Neymar, que foram trocados por Dante, Fernandinho e Willian.

A primeira criança a invadir os campos na Granja Comary correu em direção ao volante Paulinho e o abraçou. E a sua invasão foi repetida por aproximadamente mais 30 crianças e adolescentes, o que dificultou o trabalho dos seguranças da seleção para conter tantas pessoas.

Desde o início da preparação da seleção para a Copa, centenas de torcedores têm se aglomerado nas grades próximas ao campo 2 da Granja Comary em busca de um contato com os jogadores. E algumas delas tiveram êxito, tirando fotos ou conseguindo autógrafos. Outras conseguiram invadir o local, mesmo com a presença de carros da Polícia Militar no local, mas nunca com um volume tão grande quanto o deste sábado.

Ainda neste sábado, a seleção deixa a Granja Comary, de ônibus, às 19 horas, com destino ao Rio. De lá, a equipe viaja para Brasília, às 20h30, em voo fretado. O Brasil treina na capital federal, no estádio Nacional Mané Garrincha, neste domingo, na véspera da partida contra Camarões. Um empate nesta segunda classifica a equipe para as oitavas de final da Copa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.