Natacha Pisarenko/AP Photo
Natacha Pisarenko/AP Photo

Di María se une à seleção argentina, Aguero e Garay não treinam

O meia Angel Di María se juntou nesta sexta-feira à seleção argentina, em preparação para a Copa, com a convicção de que vai replicar no Mundial o mesmo nível de jogo com o qual conquistou títulos pelo Real Madrid este ano.

Reuters

30 de maio de 2014 | 18h24

Com a chegada de Di María, o técnico Alejandro Sabella completou a lista preliminar de 26 jogadores que havia chamado, dos quais três serão cortados nos próximos dias.

Di María havia recebido uma licença especial depois de ter conquistado o título da Liga dos Campeões com o Real Madrid.

O meia, eleito o melhor jogador da partida final da Liga, é considerado uma das peças principais da seleção para fazer a bola chegar a Lionel Messi, que é seu adversário no Campeonato Espanhol.

“Leo é nosso capitão, aquele que nos comanda. Nós o seguimos e o acompanhamos e tratamos de fazer o melhor possível para que a seleção o acompanhe o melhor possível”, disse Di María antes de se juntar aos treinos.

No treinamento desta sexta, não trabalharam o atacante Sergio Aguero, com um quadro febril, e o zagueiro Ezequiel Garay, com uma contusão no músculo da perna direita.

A Argentina, que no Brasil integra o Grupo F junto com Bósnia, Irã e Nigéria, vai treinar no sábado pela manhã antes dos jogadores receberam folga até segunda, quando Sabella deverá definir os 23 homens que irão ao Mundial.

A Argentina vai jogar um amistoso contra Trinidad e Tobago na quarta, no estádio do River Plate, em Buenos Aires.

No dia 7 de junho, dois dias antes de partir para o Brasil, os argentinos enfrentam a Eslovênia em La Plata, 60 quilômetros ao sul da capital argentina.

(Reportagem de Luis Ampuero)

Tudo o que sabemos sobre:
COPAARGENTINADIMARIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.