Di Stéfano ganha alta 3 dias após internação na Espanha

Lenda do futebol mundial e presidente de honra do Real Madrid, Alfredo di Stéfano recebeu alta nesta sexta-feira do hospital em que ficou internado, em Valência, três dias depois de ter dado entrada no local para se submeter a exames de rotina decorrentes de seus problemas cardíacos.

AE-AP, Agência Estado

12 de abril de 2013 | 08h48

O ex-jogador, de 86 años, foi internado na terça-feira após realizar uma consulta de rotina para revisão do marca-passo que foi implantado no seu coração em 2005. O astro argentino sofreu com os efeitos de uma forte bronquite, que o acometeu há três semanas. Além disso, a equipe médica que o atendeu notou que ele estava com um inchaço nas pernas e por isso decidiu hospitalizá-lo por precaução.

Depois de responder positivamente ao tratamento e superar todos os exames, a equipe médica concedeu a alta a Di Stéfano, que foi operado em Valência após sofrer um grave enfarte do miocárdio em 2005. Na época, ele foi submetido a uma intervenção cirúrgica complexa, na qual foram colocadas quatro pontes de safena e um marca-passo no seu coração.

Di Stéfano é considerado um dos mitos do futebol mundial. Ele marcou cerca de 890 gols em sua carreira de 22 anos, com passagens por River Plate, Millonarios e Real Madrid, clube em que fez história, com cinco títulos europeus consecutivos. Tendo em vista a sua importância, o clube espanhol o nomeou presidente de honra em 2000.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.