Mauro Horita
Mauro Horita

Dia 30 é o prazo da Justiça para definir o futuro de Arouca

Jogador processa o Santos por atraso nos salários. De acordo com sua advogada, pagamento parcial feito pelo clube não anula a ação

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

14 de janeiro de 2015 | 17h34

Dia 30 de janeiro é a data da audiência judicial e do fim do prazo para que a Justiça do Trabalho decida a rescisão do contrato do volante Arouca com o Santos. De acordo com a advogada Cristina Paranhos Olmos, existe a possibilidade de que a decisão saia a qualquer momento. "É possível que seja antes. É requerido pelo Arouca que essa decisão saia o mais rapidamente possível. A nossa esperança é que seja apreciada rapidamente, mas sem dúvida não tem como escapar do dia 30."

O jogador acionou o Santos na última sexta-feira por causa do atraso de quatro meses no pagamentos dos salários: outubro, novembro, dezembro e o 13.º salário. Na terça-feira, o clube pagou dois meses aos seus jogadores, o que não invalida o processo. "Ainda nem tenho a confirmação se foi feito o pagamento do salário, a informação que recebi foi da imprensa. Ainda que tenha sido pago, ele já estava atrasado desde outubro", comentou a advogada.

O Palmeiras, clube que possui um acordo verbal com o jogador, aguarda o desfecho do processo. A advogada explica que não é possível fazer a contratação antes que o atleta defina sua situação no Santos. "A contratação por um novo time depende da liberação do time anterior. Para deixar claro, para o próximo dia 30 está marcada uma audiência. O pedido pode ser apreciado antes. Eu suponho que a antecipação da audiência para dia 30 tenha sido vislumbrando a decisão só nesse dia. O que eu posso precisar é que a antecipação de tutela é uma medida que só pode ocorrer quando há urgência no pedido, o que é o caso do jogador, exatamente para que ele possa seguir a carreira", afirmou a advogada.


Tudo o que sabemos sobre:
FutebolBrasileirãoSantos FCArouca

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.