Iara Morselli/Estadão
Iara Morselli/Estadão

Dia de jogo

Minha expectativa é de mais um jogo complicado, mas sairemos vencedores

Milene Domingues*, O Estado de S.Paulo

27 Junho 2018 | 04h00

É com muita honra e certa “pressão” boa que escrevo para falar da nossa seleção.

+ Luis Fernando Verissimo - Antes

+ Tá russo! A saga da feijoada russa

+ Antero Greco - Que a seleção siga a Argentina. Sem sofrer

Com um jogo difícil – afinal, já vimos que não haverá jogos fáceis, é Copa do Mundo –, tentaremos nos classificar nesta quarta-feira sem depender de nada nem ninguém.

Já se perguntaram o que passa pela cabeça dos nossos craques antes do chute inicial de cada partida? Com a responsabilidade de levar a alegria a uma nação, fazer seu trabalho dando o melhor de si, contar com o fator sorte – mas também buscar essa “sorte”, afinal, já foram dois jogos em que ela não esteve tanto a favor… Eu tenho absoluta certeza que a vontade que chegue logo esse dia, essa hora e esse momento, de estar em campo fazendo o que se ama, para eles é enorme.

Sempre fomos apaixonados por esse esporte, e depois do ocorrido na última Copa, em nossa casa, ficamos desacreditados e descrentes que realmente éramos os melhores. Mas aí vieram novos nomes, jogadores, novo treinador, comissão técnica, novos profissionais, quatro anos se passaram e, com isso, a renovação de uma esperança, de acreditar que desta vez o hexa vem, que superaremos o vexame daquele dia histórico e que voltaremos ao topo do mundo do futebol.

 

Minha expectativa é de mais um jogo complicado, mas sairemos vencedores. De um Brasil competitivo, alegre, ousado, com o elemento-surpresa e de uma habilidade brasileira reinando em campo.

Com torcedores nos honrando, que nada, nem ninguém possa sujar essa cara brasileira, sendo o que sempre fomos: alegres, gentis e hospitaleiros.

Hoje é dia de seleção brasileira, dia de ousadia e alegria, dia de colocarmos nossa história no futebol em dia. 

Afinal, não é à toa que somos a única seleção que esteve presente em todas as edições e os únicos pentacampeões do mundo.

Vai, Brasil!!!!! 

  

*COMENTARISTA ESPORTIVA E RAINHA DAS EMBAIXADAS 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.