Paul Vernon / AFP
Paul Vernon / AFP

Meia do PSG permanece presa, mas nega envolvimento em agressão a companheira de time

Aminata Diallo é suspeita de orquestrar emboscada e agressão à companheira de time, Kheira Hamraouri, para ter mais oportunidades em campo

Redação, O Estado de S.Paulo

11 de novembro de 2021 | 12h50

A polícia francesa prorrogou a custódia de Aminata Diallo, jogadora do Paris Saint-Germain, por mais 24 horas. A jogadora está presa suspeita de orquestrar emboscada e agressão à companheira de time, Kheira Hamraouri, para ter mais oportunidades de jogar. Ela nega qualquer envolvimento, mas segue sendo investigada e apontada como principal suspeita.

Diallo, de 26 anos, ainda se encontra nas instalações da Polícia Judiciária de Versalhes (Yvelines). A polícia investiga o caso e revela que muitos detalhes ainda precisam ser esclarecidos. O trajeto feito pela jogadora, que deu carona para Hamraouri com uma velocidade baixa, está sendo analisado, de acordo com o jornal Le Parisien.

Na madrugada do dia 5, após jantar de confraternização do PSG, Diallo deu carona para Hamraouri e, no percurso, elas acabaram interceptadas, já perto da casa da atleta de 31 anos. Dois homens encapuzados pararam o carro e um deles desferiu golpes com barra de ferro da cintura para baixo apenas em Hamraouri, sem roubar nenhum objeto das jogadoras, o que criou a suspeita de que a ação tenha sido orquestrada por Diallo, apenas ameaçada pelo segundo "bandido".

Ainda de acordo com o Le Parisien, um conhecido da jogadora com o qual ela teria mantido contato direto por telefone foi retirado de sua cela e colocado sob custódia policial como parte da investigação. É um conhecido pela justiça por cerca de cinquenta ações criminosas e condenado em março por atos de violência. O preso justificou ser amigo de longa data de Diallo e os telefonemas seriam porque "estava simplesmente preocupado com ela". Os dois suspeitos ainda não foram presos.

Jogadoras e dirigentes do PSG evitam acreditar que Diallo tenha planejado o ataque à "amiga" Hamraouri e evitam falar sobre o ocorrido. Em recuperação, a jogadora, ex-Barcelona, esteve no Parque dos Príncipes acompanhando a goleada do PSG sobre o Real Madrid, por 5 a 0, na quarta-feira.

Tudo o que sabemos sobre:
Paris Saint-Germain

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.