Ed Ferreira/Estadão
Ed Ferreira/Estadão

Diante de Dilma, manifestante protesta contra gastos da Copa do Mundo

Manifestante, que não quis se identificar, estava a 'caça de emprego' no Congresso

Rafael Moura, O Estado de S. Paulo

09 de outubro de 2013 | 13h14

BRASÍLIA – Ao deixar o Congresso Nacional, onde participou de solenidade em homenagem aos 25 anos da promulgação da Constituição Federal, a presidente Dilma Rousseff foi surpreendida na manhã desta quarta-feira pelo protesto de um homem contra os gastos da Copa do Mundo. “Pagar R$ 45 bilhões na Copa da roubalheira pode, né?”, gritou o sujeito, que não quis se identificar ao Broadcast.

Dilma escutou as falas do manifestante quando passava pelo salão verde da Câmara escoltada por seguranças, mas não esboçou reação e nem o respondeu. “Onde eu moro não tem médico, nem ônibus de qualidade. A presidente aparece na televisão para mentir, estamos todos revoltados”, disse o sujeito depois, ao conversar com a reportagem.

Ele disse que estava no Congresso Nacional “à caça de emprego” e que, assim que notou a presença da presidente no local, aproveitou a oportunidade para demonstrar a sua indignação contra a Copa do Mundo e os seus gastos.

Tudo o que sabemos sobre:
copa 2014copa do mundofutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.