Bruno Cantini/Agência Galo/Atlético
Bruno Cantini/Agência Galo/Atlético

Diante do Bahia, Atlético-MG tenta acabar com jejum de vitórias fora de casa

Última vitória do time mineiro como visitante ocorreu em 14 de julho, ainda no primeiro turno do campeonato

Redação, Estadão Conteúdo

27 de novembro de 2019 | 09h37

A ameaça de rebaixamento para a Série B ainda ronda o Atlético-MG, o que tem deixado o ambiente no clube tenso. Para resolver esse problema, basta uma vitória nesta quarta-feira sobre o Bahia, às 21 horas, na Fonte Nova. Para isso, o time mineiro terá de acabar com um jejum que já dura mais de quatro meses.

A última vitória do Atlético fora de casa no Campeonato Brasileiro ocorreu em 14 de julho, ainda no primeiro turno da competição. Ela foi conquistada na Arena Condá, diante da Chapecoense. Desde então, a equipe alvinegra disputou 12 partidas no torneio nacional na condição de visitante, com seis empates e seis derrotas.

Com 41 pontos, o Atlético está cinco à frente do 17.º colocado, o primeiro dentro da zona de rebaixamento - que é justamente seu maior rival, o Cruzeiro. Em caso de derrota em Salvador, o time alvinegro correrá o risco de terminar a 35.ª rodada na 15.ª posição, apenas dois pontos à frente da degola. Uma vitória, por outro lado, poderá deixar a equipe praticamente livre do risco de queda, dependendo para isso de derrotas dos clubes que estão atrás na classificação.

Os jogadores atleticanos sabem que a situação é incômoda e que o time precisa muito acabar com o jejum de vitórias fora de casa, mas eles garantem que confiança não vai faltar na Fonte Nova.

"A expectativa é grande. Creio que nós fizemos um bom jogo contra o Athletico-PR e, lamentavelmente, não somamos pontos. Mas merecíamos, pelo menos, um empate. Então, vamos com gana, sabemos que precisamos ganhar", disse o atacante argentino Di Santo, referindo-se à derrota para a equipe paranaense, no último domingo, em Belo Horizonte.

Em Salvador, o técnico Vagner Mancini poderá escalar os zagueiros Réver e Igor Rabello e o volante Jair, que não enfrentaram o Athletico por estarem suspensos. Por outro lado, o treinador não terá Zé Welison, que vai cumprir suspensão.

O lateral-direito Guga, que foi excluído do jogo de domingo por ter publicado um vídeo em que comemorava o título do Flamengo na Copa Libertadores, foi relacionado para a partida, mas ficará na reserva de Patric. A principal dúvida de Mancini está no meio de campo: Ramon Martínez ou Otero.

Bahia busca vaga na Copa Sul-Americana

Em queda livre no Campeonato Brasileiro, o Bahia deixou o sonho da Libertadores de lado e voltou suas atenções para a conquista de uma vaga na próxima Copa Sul-Americana. Uma vitória sobre o Atlético-MG é essencial na busca desse objetivo.

O último triunfo foi em 16 de outubro, quando bateu o Grêmio, por 1 a 0, em Porto Alegre. De lá para cá, são cinco derrotas e três empates. A sequência negativa fez o Bahia cair para a décima colocação, com 44 pontos.

"Temos quatro jogos restantes. A gente está a seis pontos do G8 e ainda temos chances. Precisamos se apegar nisso. Mas não adianta pensar no que a gente vai estar brigando no último jogo se a gente não vencer o Atlético-MG. Temos que focar nesse jogo", disse o volante Flávio.

Não bastasse o momento ruim, o técnico Roger Machado não vai conseguir treinar o time antes desse jogo. Depois de receber a segunda-feira de folga após a derrota para o Goiás, por 4 a 3, no último domingo, o elenco faria um coletivo nesta terça.

A atividade no gramado, porém, precisou ser cancelada por conta das fortes chuvas em Salvador e o grupo fez um trabalho na academia do Fazendão. Apesar da falta de treinos, Roger Machado deve realizar mudanças na escalação.

O lateral-direito João Pedro e o meia Guerra receberam o terceiro cartão amarelo na derrota do último domingo para o Goiás, enquanto o volante Flávio retorna de suspensão. Já os atacantes Marco Antônio e Artur ainda são dúvidas. Eles dependem do aval do departamento médico do Bahia.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.