Dida é suspenso por 1 ano na Itália

O goleiro Dida - que está na seleção brasileira que no dia 1º de julho enfrenta o Uruguai pelas Eliminatórias da Copa do Mundo - foi suspenso hoje por 1 ano, pela comissão disciplinar da Federação Italiana de Futebol por uso de passaporte falso. Pelo mesmo motivo, a entidade suspendeu ainda outros seis jogadores brasileiros - o atacante Fábio Junior (Palmeiras), Alberto (Udinese), Warley (Grêmio) e Jorginho Paulista (Vasco), Jeda e Dedé (Vicenza). Os jogadores estão suspensos até o dia 30 de junho de 2002. A suspensão inicialmente vale para a Itália, mas será imediatamente estendida à Europa e a qualquer país filiado à Fifa, assim que a entidade máxima do futebol acolher a decisão da federação italiana. Além dos brasileiros, a comissão aplicou pena de suspensão a vários outros jogadores sul-americanos, como Alvaro Recoba (da Inter e seleção uruguaia), o argentino Gustavo Bartelt (Roma) ou o paraguaio Da Silva. O argentino Veron (Lazio), que também respondia processo por uso de passaporte falso foi absolvido. Além de jogadores, a justiça italiana implicou sete clubes: Internazionale, Lazio, Roma, Milan, Udinese,Vicenza e Sampdoria. Os clubes serão punidos com multas que variam de US$ 500 mil a US$ 1 milhão.

Agencia Estado,

27 de junho de 2001 | 08h55

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.