Dida falha feio, mas Milan reage e vence Chievo por 3 a 1

O Milan venceu neste sábado o Chievo por 3 a 1, em casa, de virada. O goleiro brasileiro Dida falhou feio no gol dos visitantes, mas os anfitriões conseguiram reagir, com boa atuação de Ronaldo. Agora o time rubro-negro soma 40 pontos e divide a quarta colocação com a Lázio, que joga neste domingo o Sampdoria. O atacante brasileiro jogou bem e teve um gol anulado em jogada duvidosa aos 12 minutos de jogo. Ele recebeu passe de Pirlo e marcou, mas o árbitro viu impedimento no lance.Além disso, Ronaldo criou diversas jogadas com Kaká e mostrou que já está entrosado com o resto da equipe.O gol do Chievo saiu aos 17 minutos. Dida saiu muito mal do gol e se chocou com o zagueiro Bonera. Pellissier só teve o trabalho de empurrar para as redes. Aos 33, Kaká fez boa jogada e tocou para Gillardino. O atacante aproveitou e empatou a partida.A virada aconteceu no segundo tempo. Logo aos 10 minutos Ronaldo deu um passe para Oddo, que bateu cruzado e fez 2 a 1. Nos descontos, Seedorf conseguiu ampliar para o Milan.Representante garante que Dida ficaSegundo a agência Efe, Oscar Damiani, representante do goleiro brasileiro do Milan Dida, negou hoje que o jogador tenha se comprometido pelas três próximas temporadas com o Barcelona, uma possibilidade também desmentida por fontes oficiais do clube espanhol."Tudo é possível, mas não há nada confirmado e Dida não assinou com nenhum clube. Pode ser o Milan, o Barcelona, o Chelsea, ou outro", disse o agente do jogador em conversa telefônica com a Efe. O goleiro brasileiro, de 33 anos, negocia sua permanência no Milan e ainda não sabe onde jogará na próxima temporada.Neste sábado, a imprensa brasileira informou que Dida deixará o Milan para assinar um contrato de três anos com o Barça. No entanto, fontes do clube espanhol asseguraram à Efe que o Barcelona não assinou nenhum compromisso com o goleiro brasileiro.Ronaldo se nega a tirar a camisetaAo contrário de seu xará do Barcelona, após o jogo, o atacante Ronaldo se negou a tirar a camiseta do Milan para mostrar que não está gordo. "Não é necessário, eu mostrei em campo que estou bem", respondeu o brasileiro a um repórter do canal de televisão Sky, que fez o pedido. Ronaldinho tirou a camiseta do Barça na semana passada na vitória por 3 a 0 de sua equipe sobre o Athletic de Bilbao. O gesto foi uma resposta à jornais espanhóis que afirmaram que o meia-atacante estava acima de seu peso normal. O atacante do Milan também disse que ficou satisfeito com sua atuação na vitória deste sábado e que lamenta não poder jogar pelo clube milanês na Liga dos Campeões. Ele já havia atuado na competição pelo Real Madrid.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.