Dida fica transtornado com suspensão

O goleiro Dida teve uma quarta-feira, no mínimo, constrangedora. Muito tenso por causa da punição aplicada pela Justiça italiana, por uso de passaporte falso, o atleta do Milan treinou sob o impacto da medida e da provocação de torcedores, no alambrado da Granja Comary. "Vai ficar um ano na solitária, hein Dida", gritou o estudante Adilson Ramos, de 19 anos. "Ganhou um ano de férias, vai descansar agora, né Dida", repetiu o balconista Sydnei dos Santos, de 22 anos.Os dois foram retirados pela Polícia Militar da Granja Comary depois da "perseguição" a Dida. Adilson ainda chegou a sugerir outra postura para os policiais. "Vocês estão abordando a pessoa errada." Dida desceu para treinar calado no micro-ônibus da seleção - os alojamentos da concentração ficam bem acima dos campos de treinamento. Enquanto participava do coletivo, foi obrigado a ouvir a manifestação de alguns torcedores. Depois, treinou à parte com o titular Marcos. Ao deixar o campo, muito nervoso, disse que não falaria sobre o assunto. Mesmo assim, respondeu a algumas perguntas. "É o dia mais triste de sua vida, Dida?", quis saber um repórter. "Por quê? Estou feliz na seleção", desconversou.Em seguida, disse que poderia comentar apenas questões relacionadas à seleção. "Só estou pensando no jogo de domingo." Ele caminhava para o vestiário e não gostou da insistência das perguntas. Discutiu com um repórter e, visivelmente transtornado, chegou a interceptá-lo de forma indelicada. "Sempre fui um cara tranqüilo, sereno, e na hora de trabalhar, apenas trabalho. Peço compreensão e respeito a vocês."Coletivo - Dida falhou num dos gols do coletivo, que terminou 2 a 0 para os titulares, com gols de Romário e e Élber. Euller, com uma entorse no tornozelo, não participou do treino, mas está bem melhor da contusão. Os médicos vão voltar a examiná-lo nesta quinta-feira. O zagueiro Antonio Carlos também ficou fora por causa de uma amigdalite. Terá, porém condições de enfrentar o Uruguai, de acordo com Scolari.

Agencia Estado,

27 de junho de 2001 | 19h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.