Dida pode ser suspenso por dois anos

Mais um jogador brasileiro corre sério risco de ser afastado do futebol por uso de passaportes falsificados. O procurador federal da Federação Italiana de Futebol, Carlo Porcedu, pediu nesta terça-feira dois anos de suspensão para o goleiro Dida, do Milan. Na quarta-feira, o fiscal já havia solicitado punição para os brasileiros Fábio Júnior, do Palmeiras, e Jeda e Dedé, ambos do Vicenza. O clube italiano deve ainda receber multa de US$ 450 mil, caso seja comprovada a ilegalidade de seus jogadores. ?São sentenças inimagináveis e exageradas?, disse o advogado do Milan, Leandro Cantamessa. O argentino Verón, da Lazio, e o uruguaio Recoba, da Inter de Milão, também estão na mira de Porcedu, no entanto, suas respectivas penas devem ser maiores: três anos de suspensão.

Agencia Estado,

12 de junho de 2001 | 15h09

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.