Dida vive sob ameaça de suspensão

O goleiro Dida deve ter dias muito mais complicados do que espera pela frente. Acusado pelo promotor italiano Carlo Porceddu de ter atuado pelo Milan com um passaporte português falsificado, está correndo o risco de ficar até dois anos longe do futebol, sob a ótica de Valed Perry, assessor jurídico da CBF e um dos mais respeitados juristas esportivos brasileiros. "É difícil falar sobre hipóteses, mas caso Dida seja condenado pela Liga Italiana de Futebol a uma suspensão, e esta suspensão seja ratificada pela Fifa, teremos de seguir o regulamento da entidade máxima do futebol e não permitir que atue por nenhum clube brasileiro", informou. Na semana que vem, a Comissão Disciplinar da Liga Italiana de Futebol deverá julgar o caso do goleiro e de outros implicados no caso dos passaportes falsos.Leia mais no Jornal da Tarde

Agencia Estado,

20 de junho de 2001 | 09h13

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.