Diego afirma que o seu futuro depende do Werder Bremen

'Se deciderem que devo ficar, eu fico', diz o meio-campista brasileiro; ele nega ter dito que pretende sair

Ansa

20 de março de 2008 | 12h33

Cortejado por metade da Europa, Diego desconversa e garante que o seu futuro depende apenas do Werder Bremen. Mesmo cobiçado por Juventus, Chelsea e Manchester City, o brasileiro tem um contrato com o time alemão para até o final de 2011."Cabe ao Werder decidir o que irá acontecer na próxima temporada. Se Klaus Allofs (diretor esportivo do clube) e o presidente (Jürgen Born) decidirem que devo ficar, direi que ainda jogarei no Bremen. É normal que existam especulações nesse ambiente. Mas me cansam as mentiras, declarações que nunca fiz e que são atribuídas a mim", revelou o jogador de 23 anos.Nesta quarta, o próprio Jürgen Born afirmou que não vai ceder o atleta brasileiro. "Para tirarem Diego do Werder terão que passar por cima do meu cadáver. Nem por todo o ouro do mundo cederei Diego ao Real Madrid ou à Juventus". 

Tudo o que sabemos sobre:
Werder BremenDiegoCampeonato Alemão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.