Alexandre VIdal/Flamengo
Alexandre VIdal/Flamengo

Diego Alves evita lamentar queda do Flamengo: 'Não podemos baixar a cabeça'

Goleiro lembrou que equipe ainda participa da Copa Libertadores e está em boa posição no Campeonato Brasileiro

Redação, Estadão Conteúdo

18 de julho de 2019 | 00h54

O time do Flamengo deixou o gramado do Maracanã debaixo de vaias após ser eliminado nos pênaltis pelo Athletico-PR, nas quartas de final da Copa do Brasil, na noite desta quarta-feira. O goleiro Diego Alves foi um dos poucos jogadores a falar depois da partida.

Apesar de mostrar abatimento com a eliminação inesperada e diante de quase 70 mil torcedores, o experiente jogador lembrou que o Flamengo ainda tem pela frente o Brasileirão e a Copa Libertadores. Por isso, pediu cabeça erguida aos companheiros.

"Não podemos baixar a cabeça. Tem muita coisa pela frente, é um baque, mas é levantar a cabeça. Estamos começando um trabalho agora e vamos seguir. Lógico que a gente fica triste, mas não tem tempo para lamentar. Agora nos resta Brasileirão e Libertadores", disse Diego Alves.

No Campeonato Brasileiro, o Flamengo está na terceira colocação, com 20 pontos, seis a menos que o líder Palmeiras. No domingo, o time enfrenta o Corinthians, às 16 horas, na Arena Corinthians, pela 11ª rodada.

Depois do jogo na capital paulista, o Flamengo volta suas atenções para a Copa Libertadores, já que na próxima quarta-feira vai até o Equador enfrentar o Emelec, na partida de ida das oitavas de final.

Notícias relacionadas

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.